'Câmara tira direito dos trabalhadores do Brasil'

Deputado Valmir Assunção reage com indignação à aprovação do Projeto de Lei 4330, que amplia a possibilidade de contratação de funcionários terceirizados; para o petista, a medida "retira os direitos de milhões de trabalhadores e trabalhadoras do país"; "A oposição, que mente acusando o governo de retirar direitos trabalhistas, está mostrando quem de verdade está contra os trabalhadores. O PT e o governo encaminharam o voto contrário e não compactuamos com esse absurdo. Esse projeto encabeçado por PSDB e DEM atinge em cheio os trabalhadores brasileiros", brada o petista

Deputado Valmir Assunção reage com indignação à aprovação do Projeto de Lei 4330, que amplia a possibilidade de contratação de funcionários terceirizados; para o petista, a medida "retira os direitos de milhões de trabalhadores e trabalhadoras do país"; "A oposição, que mente acusando o governo de retirar direitos trabalhistas, está mostrando quem de verdade está contra os trabalhadores. O PT e o governo encaminharam o voto contrário e não compactuamos com esse absurdo. Esse projeto encabeçado por PSDB e DEM atinge em cheio os trabalhadores brasileiros", brada o petista
Deputado Valmir Assunção reage com indignação à aprovação do Projeto de Lei 4330, que amplia a possibilidade de contratação de funcionários terceirizados; para o petista, a medida "retira os direitos de milhões de trabalhadores e trabalhadoras do país"; "A oposição, que mente acusando o governo de retirar direitos trabalhistas, está mostrando quem de verdade está contra os trabalhadores. O PT e o governo encaminharam o voto contrário e não compactuamos com esse absurdo. Esse projeto encabeçado por PSDB e DEM atinge em cheio os trabalhadores brasileiros", brada o petista (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O deputado federal baiano Valmir Assunção (PT) reagiu com indignação à aprovação do Projeto de Lei 4330, que amplia a possibilidade de contratação de funcionários terceirizados por empresas. Para o petista, a medida "retira os direitos de milhões de trabalhadores e trabalhadoras do país". A matéria foi aprovada ontem (8) no plenário da Casa.

"A oposição, que mente acusando o governo de retirar direitos trabalhistas, está mostrando quem de verdade está contra os trabalhadores. Impediram a entrada do povo no Congresso para acompanhar a votação simplesmente para ficarem à vontade, rasgar os direitos dos trabalhadores e atenderem aos interesses dos empresários. O PT e o governo encaminharam o voto contrário e não compactuamos com esse absurdo. Esse projeto encabeçado por PSDB e DEM atinge em cheio os trabalhadores brasileiros", disse Assunção.

Para o parlamentar, "é uma verdadeira afronta" à geração de emprego e valorização dos trabalhadores a aprovação do projeto.

"O caso é que quem votou a favor da terceirização votou contra os trabalhadores e quem votou contra tentou manter os direitos que o povo demorou anos para conquistar. Querem também tirar os direitos conquistados em 12 anos de governo do PT, o aumento do emprego, a valorização do salário e tudo que lutamos para ter".

De acordo com Valmir Assunção, a aprovação significa que o salário do trabalhador será em média 30% menor, e perderá garantias em relação aos direitos trabalhistas. "Deixaremos de ter médicos, professores, bancários, engenheiros e teremos apenas 'terceirizados'. Essa peça que os deputados aprovaram é um total retrocesso aos direitos trabalhistas".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247