Camilo presta contas da ações contra a seca

Cerca de mil pessoas participaram do encontro sobre a Convivência com a Seca e a Transposição do Rio São Francisco no Ceará, hoje pela manhã, no Palácio da Abolição. No encontro governador Camilo Santana fez uma prestação de contas das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado e apresentou dados sobre a crise hídrica 

Cerca de mil pessoas participaram do encontro sobre a Convivência com a Seca e a Transposição do Rio São Francisco no Ceará, hoje pela manhã, no Palácio da Abolição. No encontro governador Camilo Santana fez uma prestação de contas das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado e apresentou dados sobre a crise hídrica 
Cerca de mil pessoas participaram do encontro sobre a Convivência com a Seca e a Transposição do Rio São Francisco no Ceará, hoje pela manhã, no Palácio da Abolição. No encontro governador Camilo Santana fez uma prestação de contas das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado e apresentou dados sobre a crise hídrica  (Foto: Fatima 247)

O governador Camilo Santana reuniu hoje (2), pela manhã, no Palácio da Abolição, lideranças políticas de vários partidos, entre eles deputados estaduais e federais, prefeitos e vereadores, além de lideranças empresariais e representações dos movimentos sociais para fazer um balanco da situação hídrica do Ceará. Cerca de mil pessoas participaram do encontro sobre a Convivência com a Seca e a Transposição do Rio São Francisco no Ceará. No encontro governador fez uma prestação de contas das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado e apresentou dados sobre a crise hídrica.  

Segundo a Assessoria de Imprensa do Governo do Ceará, nos últimos dois anos, o Estado investiu em ações para amenizar os efeitos do quinto ano consecutivo de chuvas abaixo da média. Apenas um mês após a posse, o governador Camilo Santana lançou o Plano Estadual de Convivência com a Seca com medidas emergenciais, estruturantes e complementares para cinco eixos de atuação. Ao longo de 2015 e 2016, foram perfurados mais de 2,8 mil poços, construídos 330 km de adutoras de norte a sul do Ceará, instalados 550 chafarizes e 191 sistemas de dessalinização de água.

Nesse período, o Governo do Ceará não tem medido esforços para mitigar os efeitos da estiagem que já é considerada a mais severa dos últimos 100 anos. O grupo técnico que envolve agentes da SRH, Cogerh, Sohidra e Cagece foi ampliado e dinamizado, passando a se reunir semanalmente no Palácio Abolição, com a participação direta do Gabinete do Governador e, por vezes, do próprio governador Camilo Santana.

Em julho deste ano, mais uma série de ações foi planejada e segue em fase de execução, desta vez com foco no abastecimento hídrico de Fortaleza e Região Metropolitana. Entre as ações, estão projetos na área de reúso, perfuração de poços, combate às perdas de água, além de uma campanha educativa de alerta para a importância de consumir água de forma responsável e sem desperdício. Ao todo, já foram investidos R$ 150 milhões em recursos próprios do Estado.

Grandes projetos e ações são tocados em parceria com o Governo Federal, como o Cinturão das Águas. Outra obra essencial para garantir o abastecimento hídrico em todo o Ceará é a conclusão da Transposição do Rio São Francisco. Nos últimos três meses, o governador Camilo Santana realizou pelo menos seis reuniões, sendo três com o Ministério da Integração Nacional, duas com Tribunal de Contas da União (TCU) e uma com o presidente Michel Temer, propondo soluções viáveis como o leilão reverso e mostrando a necessidade de acelerar as obras do trecho que vai trazer as águas do São Francisco para o Ceará, além de visitas à obra e mobilização da bancada cearense e da sociedade civil.  

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247