Camilo tenta investimentos chineses para concluir a polêmica obra do Acquário

O governador Camilo Santana reuniu-se com o diretores do grupo Fosun Internacional Limited, da China, para discutir a possibilidade de uma parceria para conclusão e operação do Acquario do Ceará, uma das obras mais questionadas do governo de Cid Gomes. Segundo o governador, será montado um grupo de trabalho para estudar a melhor forma de viabilizar a parceria. Iniciadas em 2012, as obras do Acquario encontram-se atualmente paralisadas  

O governador Camilo Santana reuniu-se com o diretores do grupo Fosun Internacional Limited, da China, para discutir a possibilidade de uma parceria para conclusão e operação do Acquario do Ceará, uma das obras mais questionadas do governo de Cid Gomes. Segundo o governador, será montado um grupo de trabalho para estudar a melhor forma de viabilizar a parceria. Iniciadas em 2012, as obras do Acquario encontram-se atualmente paralisadas
 
O governador Camilo Santana reuniu-se com o diretores do grupo Fosun Internacional Limited, da China, para discutir a possibilidade de uma parceria para conclusão e operação do Acquario do Ceará, uma das obras mais questionadas do governo de Cid Gomes. Segundo o governador, será montado um grupo de trabalho para estudar a melhor forma de viabilizar a parceria. Iniciadas em 2012, as obras do Acquario encontram-se atualmente paralisadas   (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O projeto do Acquário Ceará, uma das obras mais questionadas do governo de Cid Gomes, voltou à pauta nesta viagem do governador Camilo Santana à China. Ontem (20), o governador Camilo Santana se reuniu em Pequim, com diretores do grupo Fosun Internacional Limited, que investe em várias áreas pelo mundo, principalmente no segmento do Turismo e discutiu a possibilidade de parceria para conclusão e operação do Acquario do Ceará, localizado na Praia de Iracema, em Fortaleza.

"A nossa ideia é uma parceria com a empresa, que se interessou muito em investir nesse importante empreendimento que é o Acquario. Eles têm muito 'expertise' em equipamentos turísticos, como resorts e hotéis, e ficaram animados com a possibilidade de parceria. Foi uma reunião muito proveitosa e saí bastante empolgado", citou Camilo Santana, após o seu terceiro dia em missão oficial na China.

O próximo passo, segundo o governador do Ceará, será a montagem de um grupo de trabalho para estudar a melhor forma de viabilizar a parceria. "Agora vamos estudar com mais profundidade essa parceria entre o Governo do Estado e a empresa para a conclusão e operação do Acquario. Eles já conhecem o Ceará e ficaram encantados com as possibilidades que nosso estado oferece", disse.

Questionada por movimentos sociais e parlamentares de oposição, classificada como obra desnecessária diante dos graves problemas do Estado, principalmente com a seca e que não seria acessível à população, mas voltada apenas para os turistas, a obra do Acquário se encontra atualmente parada. A construção teve início em 2012, orçada inicialmente em cerca de R$ 300 milhões. O Governo alega que a obra seria mais uma atração para fortalecer a atividade turística, um dos setores mais dinâmicos da economia do Estado.

Pelo projeto original, a área geral construída do Acquário Ceará será de 21.500,00m².  O volume total de água do Acquário Ceará, incluindo todos os aquários, será de 15 milhões de litros. Estão previstos 25 aquários, sendo 01 aquário master, 01 aquário de Tubarões, 01 aquário de Pinguins, 02 tanques de toques em espécies e 20 aquários menores, distribuídos nas salas de exposição. Estima-se que, aproximadamente, 500 espécies sejam incorporadas aos aquários, com um número de, aproximadamente, 35.000 animais, dentre espécies exóticas e nativas.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247