Caminhões e ônibus são queimados em São Paulo

Manifestações interromperam o tráfego em avenida da Zona Norte e no Rodoanel Oeste, sentido litoral; dois caminhões foram incendiados no Rodoanel, que foi fechado na altura do km 23, e um ônibus na Vila Guilherme; boatos sobre toque de recolher fizeram com que lojas fechassem mais cedo no local; não há informações sobre os motivos dos protestos

Manifestações interromperam o tráfego em avenida da Zona Norte e no Rodoanel Oeste, sentido litoral; dois caminhões foram incendiados no Rodoanel, que foi fechado na altura do km 23, e um ônibus na Vila Guilherme; boatos sobre toque de recolher fizeram com que lojas fechassem mais cedo no local; não há informações sobre os motivos dos protestos
Manifestações interromperam o tráfego em avenida da Zona Norte e no Rodoanel Oeste, sentido litoral; dois caminhões foram incendiados no Rodoanel, que foi fechado na altura do km 23, e um ônibus na Vila Guilherme; boatos sobre toque de recolher fizeram com que lojas fechassem mais cedo no local; não há informações sobre os motivos dos protestos (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 – Dois caminhões e um ônibus foram incendiados em duas manifestações na capital paulista no final da tarde desta terça-feira 25.
No Rodoanel Oeste, houve um acidente entre dois caminhões e os moradores da região entraram na pista e atearam fogo nos veículos.

O acidente e o incêndio aconteceram na altura do km 22, na região de Osasco, que foi interditada. O protesto chegou a bloquear os dois sentidos da via por volta de 17h.

Na Zona Norte, um ônibus foi incendiado na Avenida Zaki Narchi, região da Vila Guilherme. A rua continuava fechada por volta das 19h.

Circula a informação de que houve toque de recolher na região, o que fez os comerciantes fecharem os estabelecimentos mais cedo. Mas em entrevista coletiva, o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, disse que não há confirmação.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247