Campos comemora retirada de perfil "fake"

O governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, se manifestou, pelas Redes Sociais, acerca da página “Eduardo Campos Presidente”, que sofreu uma ação do Supremo Tribunal Eleitoral por “exagerar na propaganda antes do período eleitoral”; de acordo com um texto postado por Campos na página oficial do Facebook, “perfis falsos não tornarão esse debate mais rico, apenas pulverizarão a conversa e desviarão a atenção dos brasileiros", postou; "Afinal, não estamos pensando em eleições, estamos pensando no Brasil”, acrescentou

O governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, se manifestou, pelas Redes Sociais, acerca da página “Eduardo Campos Presidente”, que sofreu uma ação do Supremo Tribunal Eleitoral por “exagerar na propaganda antes do período eleitoral”; de acordo com um texto postado por Campos na página oficial do Facebook, “perfis falsos não tornarão esse debate mais rico, apenas pulverizarão a conversa e desviarão a atenção dos brasileiros", postou; "Afinal, não estamos pensando em eleições, estamos pensando no Brasil”, acrescentou
O governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, se manifestou, pelas Redes Sociais, acerca da página “Eduardo Campos Presidente”, que sofreu uma ação do Supremo Tribunal Eleitoral por “exagerar na propaganda antes do período eleitoral”; de acordo com um texto postado por Campos na página oficial do Facebook, “perfis falsos não tornarão esse debate mais rico, apenas pulverizarão a conversa e desviarão a atenção dos brasileiros", postou; "Afinal, não estamos pensando em eleições, estamos pensando no Brasil”, acrescentou (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, se manifestou, pelas Redes Sociais, acerca da página “Eduardo Campos Presidente”, que sofreu uma ação do Supremo Tribunal Eleitoral por “exagerar na propaganda antes do período eleitoral”. De acordo com um texto postado por Campos na página oficial do Facebook, “perfis falsos não tornarão esse debate mais rico, apenas pulverizarão a conversa e desviarão a atenção dos brasileiros".

“É importante sempre lembrar que os canais oficiais no Facebook são identificados”, afirmou o gestor. “É mais produtivo dar suas ideias e sugestões concentrando o debate e divulgando a nossa página oficial, que conta com cada vez mais brasileiros. Afinal, não estamos pensando em eleições, estamos pensando no Brasil”, acrescentou. A página havia sido criada em 2013, e contava com cerca de 2 mil curtidas.

Na última sexa-feira (28), o ministro Admar Gonzaga assinou uma liminar pedindo a suspensão imediata da página. O perfil, entretanto, ainda se encontra acessível, tendo a última postagem datada do dia 23 de fevereiro.

Leia, abaixo, o texto postado no perfil de Eduardo Campos:

Esta página vem crescendo diariamente e se tornando, cada vez mais, um espaço de debate democrático sobre o futuro do Brasil. Contando com a participação de milhares de brasileiros, estamos apresentando e discutindo ideias inovadoras, sempre com alternativas e soluções para retomarmos o crescimento do Brasil – nada diferente do que temos feito já há alguns meses, fora da internet.

Entretanto, perfis falsos não tornarão este debate mais rico, apenas pulverizarão a conversa e desviarão a atenção dos brasileiros. É o caso de uma página que fazia campanha eleitoral em meu nome, condenada pelo TSE a ser retirada do ar.

É importante sempre lembrar que os canais oficiais no Facebook são identificados. E, num momento tão importante para a história do País como o que vivemos atualmente, é mais produtivo dar suas ideias e sugestões concentrando o debate e divulgando a nossa página oficial, que conta com cada vez mais brasileiros.

Afinal, não estamos pensando em eleições; estamos pensando no Brasil.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email