Campos convoca PSB para discutir eleições 2014

Pela terceira vez em menos de dois meses, a cúpula do PSB estará reunida no Recife para discutir as eleições presidenciais, a montagem de palanques estaduais e as novas filiações partidárias para 2014; além de debater o cenário político de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e Bahia, onde o partido trabalha em prol da candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também consta da pauta a formação de chapas capazes de disputar as eleições em outros seis estados

GOIANA, PE - 15.08.2013: INAUGURAÇÃO/INDUSTRIA/PAPEL/PE - O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e Armando Klabin, Membro do Conselho Administrativo da Klabin, durante solenidade de inauguração da primeira etapa de expansão da Klabin (indústria
GOIANA, PE - 15.08.2013: INAUGURAÇÃO/INDUSTRIA/PAPEL/PE - O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e Armando Klabin, Membro do Conselho Administrativo da Klabin, durante solenidade de inauguração da primeira etapa de expansão da Klabin (indústria (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 - Pela terceira vez em menos de dois meses, a cúpula do PSB estará reunida, nesta segunda-feira (19), no Recife (PE), para discutir assuntos como as eleições presidenciais, montagem de palanques estaduais e as novas filiações partidárias, já que o prazo para os que desejam disputar um mandato eletivo esgota-se no dia 5 de outubro. De acordo com o secretário-geral da legenda, Carlos Siqueira, o encontro servirá para discutir o cenário político dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e Bahia, onde o PSB trabalha para fortalecer a candidatura presidencial do governador de Pernambuco e presidente nacional do partido, Eduardo Campos, e a formação de chapas capazes de disputar as respectivas eleições estaduais.

“É uma reunião de rotina, que inicialmente, será feita com esse grupo, mas vamos cumprir o mesmo ritual com outros estados. Vamos avaliar as metas do partido e ver o que é possível fazer para construirmos chapas competitivas nessa etapa final”, disse Siqueira em entrevista ao Jornal do Commercio. Um outro assunto que deverá constar da pauta da reunião prevista para o final da tarde desta segunda-feira, tem como base a apresentação de uma pesquisa feita pelo diretório estadual de São Paulo, que aponta que 96% dos filiados da legenda no Estado defendem que o PSB entregue de forma imediata os cargos que ocupa no Governo Federal e lance o nome de Campos na disputa pelo Palácio do Planalto já em 2014.

A nova reunião será a terceira realizada pela cúpula da legenda socialista em menos de dois meses. No primeiro encontro, realizado em junho, a direção do PSB reuniu-se para definir o posicionamento do partido em relação à proposta da presidente Dilma Rousseff (PT) sobre a realização de um plebiscito para discutir a reforma política. No mês seguinte, o mote dos debates foi a construção dos palanques estaduais. Agora, o cardápio deverá ser engordado com as discussões referentes as novas filiações, formação de estratégias e alianças de maneira a reeleger os governadores dos seis estados hoje governador pelo partido e a montagem de palanques competitivos em outros seis.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email