Campos defende PSDB e fala em fim da mediocridade

"Desde o início, tenho falado na paz política, na capacidade dos pernambucanos se entenderem, respeitarem os que divergem", discursou hoje o governador de Pernambuco, durante posse de novos secretários estaduais, entre eles, dois nomes indicados pelo PSDB, que fazia oposição; "O país tem clareza que é preciso superar a celebração da mediocridade e celebrar o diálogo, a capacidade de enxergar ao longe", acrescentou o presidenciável; agora, apenas o DEM é oposição no estado; aliança entre PSB e PSDB não deve se repetir em São Paulo, onde Marina Silva é contra um palanque com o governador Geraldo Alckmin

"Desde o início, tenho falado na paz política, na capacidade dos pernambucanos se entenderem, respeitarem os que divergem", discursou hoje o governador de Pernambuco, durante posse de novos secretários estaduais, entre eles, dois nomes indicados pelo PSDB, que fazia oposição; "O país tem clareza que é preciso superar a celebração da mediocridade e celebrar o diálogo, a capacidade de enxergar ao longe", acrescentou o presidenciável; agora, apenas o DEM é oposição no estado; aliança entre PSB e PSDB não deve se repetir em São Paulo, onde Marina Silva é contra um palanque com o governador Geraldo Alckmin
"Desde o início, tenho falado na paz política, na capacidade dos pernambucanos se entenderem, respeitarem os que divergem", discursou hoje o governador de Pernambuco, durante posse de novos secretários estaduais, entre eles, dois nomes indicados pelo PSDB, que fazia oposição; "O país tem clareza que é preciso superar a celebração da mediocridade e celebrar o diálogo, a capacidade de enxergar ao longe", acrescentou o presidenciável; agora, apenas o DEM é oposição no estado; aliança entre PSB e PSDB não deve se repetir em São Paulo, onde Marina Silva é contra um palanque com o governador Geraldo Alckmin (Foto: Gisele Federicce)

Pernambuco 247 – O governador de Pernambuco e pré-candidato pelo PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, defendeu o PSDB nesta sexta-feira 3, durante a posse de seis novos secretários estaduais, quando falou também sobre a necessidade de se "superar a celebração da mediocridade". Entre os novos membros da equipe de Campos, dois foram indicados pelos tucanos, que saem da oposição e passam a fazer parte do governo do PSB. Algumas pastas estavam vazias desde a saída do PT e do PTB da base do governo.

"Desde o início, tenho falado na paz política, na capacidade dos pernambucanos se entenderem, respeitarem os que divergem", discursou Eduardo Campos. "O País tem clareza que é preciso superar a celebração da mediocridade e celebrar o diálogo, a capacidade de enxergar ao longe", acrescentou o presidente do PSB, durante a cerimônia de posse no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Com a adesão do PSDB à base de Campos, agora apenas o DEM faz oposição no estado.

Campos justificou ainda que não há incoerência na aliança entre os dois partidos e ressaltou que sempre respeita as diferenças. Sobre o deputado federal Sérgio Guerra (PSDB-PE), ex-presidente nacional do PSDB e atual presidente do diretório tucano no estado, Campos o definiu como "um homem aberto às alianças, não aquelas feitas por interesse de partidos e políticos". Foi com Guerra que o governador manteve diversas conversas antes de fechar finalmente a aliança com a legenda.

O pré-candidato do PSB declarou que "o que está em jogo não são as eleições", e sim "o futuro do povo brasileiro". Segundo ele, "não podemos ficar achando que está tudo uma beleza, pois sabemos que não está. Quem sabe ver um pouco adiante do que se apresenta na realidade hoje, sabe que é hora de a gente poder resguardar as conquistas de ontem e ter novas conquistas". A aliança entre PSB e PSDB também poderia acontecer em São Paulo, mas se depender da aliada de Campos, a ex-senadora Marina Silva, não vai para frente. Ela recusa terminantemente estar no mesmo palanque que o governador Geraldo Alckmin em 2014.

Confira os novos secretários e dirigentes de órgãos em Pernambuco:

Secretaria de Infraestrutura – João Bosco (PSB)
Secretaria de Cultura – Marcelo Canuto (PSB)
Secretaria de Turismo – Adaílton Feitosa Filho (sem partido)
Secretaria de Defesa Social – Alessandro Carvalho (sem partido)
Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos – Bernardo d´Almeida (sem partido)
Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo – Murilo Guerra (PSDB)
Detran-PE – Caio Mello (PSDB)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247