Canavieiros prometem protesto para cobrar subvenção

O setor canavieiro de Pernambuco promete agitar a passagem da presidente Dilma Rousseff pelo Estado na próxima sexta-feira (21); sem receber a verba de subvenção prometida pelo governo para compensar os prejuízos resultantes da pior seca dos últimos 50 anos, os produtores estão se articulando para realizar um grande protesto por ocasião da ida da presidente à sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiep); segundo os produtores, a verba de subvenção no valor de R$ 187 milhões já deveria ter sido liberada, uma vez que própria presidente sancionou a lei que regulamenta o pagamento em julho do ano passado

O setor canavieiro de Pernambuco promete agitar a passagem da presidente Dilma Rousseff pelo Estado na próxima sexta-feira (21); sem receber a verba de subvenção prometida pelo governo para compensar os prejuízos resultantes da pior seca dos últimos 50 anos, os produtores estão se articulando para realizar um grande protesto por ocasião da ida da presidente à sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiep); segundo os produtores, a verba de subvenção no valor de R$ 187 milhões já deveria ter sido liberada, uma vez que própria presidente sancionou a lei que regulamenta o pagamento em julho do ano passado
O setor canavieiro de Pernambuco promete agitar a passagem da presidente Dilma Rousseff pelo Estado na próxima sexta-feira (21); sem receber a verba de subvenção prometida pelo governo para compensar os prejuízos resultantes da pior seca dos últimos 50 anos, os produtores estão se articulando para realizar um grande protesto por ocasião da ida da presidente à sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiep); segundo os produtores, a verba de subvenção no valor de R$ 187 milhões já deveria ter sido liberada, uma vez que própria presidente sancionou a lei que regulamenta o pagamento em julho do ano passado (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O setor canavieiro de Pernambuco promete agitar a passagem da presidente Dilma Rousseff pelo Estado na próxima sexta-feira (21). Sem receber a verba de subvenção prometida pelo governo para compensar os prejuízos resultantes da pior seca dos últimos 50 anos, os produtores estão se articulando para realizar um grande protesto por ocasião da ida da presidente à sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiep). De acordo com a Unida, a verba de subvenção no valor de R$ 187 milhões já deveria ter sido liberada, uma vez que própria presidente sancionou a lei que regulamenta o pagamento em julho do ano passado.

"A revolta dos milhares de canavieiros nordestinos é enorme com a falta de palavra da presidente Dilma e por ter usado o segmento", disse o presidente da Unida, Alexandre Andrade Lima, ao Blog do Jamildo. A Unida representa cerca de 12 mil produtores de cana do Estado de Pernambuco.
O temor do setor é que o prazo de validade da Lei 12.999, sancionada em 14 de julho do ano passado que prevê o pagamento de R$ 12,00 por tonelada entregue às usinas na safra 2012/2013 até o limite máximo de 10 mil toneladas. Ao todo, a verba de subvenção deverá beneficiar cerca de 30 mil produtores de todo o Nordeste e do Rio de Janeiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email