Candidatos se engajam pela reforma por plebiscito

Tarso Genro, Abgail Pereira e Olívio Dutra, da Unidade Popular pelo Rio Grande (PT, PTB, PCdoB, PPL, PTC, PROS, PR), estão engajados na divulgação do plebiscito popular pela Constituinte exclusiva para a reforma política, que ocorre a partir desta segunda-feira (1°) até o dia 7 de setembro; em seu mandato, o governador petista promoveu duas consultas à população, uma por meio do Gabinete Digital, que reuniu mais de 180 mil votos e quase 3 mil propostas em 16 dias, e uma segunda, junto com a Votação de Prioridades para o orçamento 2014, que em dois dias totalizou quase 550 mil votos

12/08/2014, PORTO ALEGRE, RS, BRASIL: Olívio participa de ato pelo Plebiscito Popular Constituinte/Reforma Política
Foto: Emilio Pedroso/UPPRS
12/08/2014, PORTO ALEGRE, RS, BRASIL: Olívio participa de ato pelo Plebiscito Popular Constituinte/Reforma Política Foto: Emilio Pedroso/UPPRS (Foto: Roberta Namour)

Sul 21 - Os candidatos da Unidade Popular pelo Rio Grande (PT, PTB, PCdoB, PPL, PTC, PROS, PR) Tarso Genro, Abgail Pereira e Olívio Dutra estão engajados na divulgação do plebiscito popular pela Constituinte exclusiva para a reforma política, que ocorre a partir desta segunda-feira (1°) até o dia 7 de setembro.

Ao longo de seu mandato, o governador Tarso Genro promoveu duas consultas à população sobre a Reforma Política, uma por meio do Gabinete Digital, que reuniu mais de 180 mil votos e quase 3 mil propostas em 16 dias, e uma segunda, junto com a Votação de Prioridades para o orçamento 2014, que em dois dias totalizou quase 550 mil votos.

Em ambos os casos, entre diversos temas que foram submetidos à opinião pública, a ideia da Constituinte Exclusiva foi defendida pela maioria dos eleitores. Segundo a consulta feita pelo Gabinete Digital, 80% dos votantes eram favoráveis ao formato, enquanto que na Votação de Prioridades, o percentual dos apoiadores da proposta somou 61,22%.

O candidato ao Senado, Olívio Dutra, que como prefeito de Porto Alegre implementou, de maneira inédita no Brasil ,o Orçamento Participativo, tem na Reforma Política uma de suas bandeiras como representante popular no Congresso Nacional. Entre as ideias de Olívio, o sistema precisa valorizar o voto do cidadão, acabar com a influência do poder econômico na política, instituir o financiamento público de campanha e o voto em lista, além de impor um limite para reeleições de parlamentares.
Abgail e Olívio participaram de ato em agosto

Ao lado de Olívio Dutra, a candidata a vice-governadora, Abgail Pereira participou no dia 12 de agosto de um ato político em Porto

Alegre que defendeu a Constituinte Exclusiva. Mais recentemente, em um debate sobre o tema, ela defendeu a criação de mecanismos que ampliem a representatividade de jovens, negros e mulheres no Poder Legislativo. “Não admitimos mais ser sub-representadas. Precisamos de mais mulheres nas Câmaras, nas Assembleias, no Congresso, nas prefeituras e no Executivo como um todo”, afirmou na ocasião.

Atualmente, segundo dados das entidades que organizam o plebiscito popular pela Constituinte Exclusiva, mais de 70% dos legisladores brasileiros são fazendeiros e empresários (da educação, da saúde, industriais, etc) sendo que maioria da população é composta de trabalhadores e camponeses. Da mesma forma, apenas 9% das cadeiras são ocupadas por mulheres, apesar de elas serem mais da metade da população brasileira, 8,5% dos parlamentares são negros, embora 51% dos brasileiros tenham se declarado afrodescendentes, e menos de 3% dos deputados são jovens, sendo que a população entre 16 e 35 anos representa 40% do eleitorado do Brasil.

Os candidatos da Unidade Popular pelo Rio Grande estão se programando para votar ao longo da semana em uma das dezenas de urnas espalhadas pelo Rio Grande do Sul.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247