Carpegiani já era, alguém duvida? Morumbi pichado; Rivaldo ataca

Derrota por 3 a 1 para o Ava tiraSo Paulo da Copa do Brasil, desperta ira de jogador que ficou no banco e leva torcida apixar muros do CT

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_Fazia tempo que um jogador não abria usava palavras tão fortes de maneira bem articulada contra um treinador. Após a derrota de virada por 3 a 1 para o Avaí, que tirou o time do Morumbi da Copa do Brasil, o camisa 10 Rivaldo atacou duramente o Paulo César Carpegiani. "Eu me sinto humilhado", disse ele, que ficou todo o tempo no banco de reservas, sem ser chamado pelo treinador. "Estou triste, magoado. Lamento, principalmente, pelos torcedores". Rivaldo queria jogar e não compreendeu porque não foi convocado no segundo tempo. "Respeito todos os meus colegas, mas tenho certeza de que poderia ter ajudado, feito um passe, um gol. É uma vergonha", disparou o atacante, contratado recentemente e querido pela torcida. Depois da derrota, que também mereceu críticas do goleiro Rogério Ceni - "temos de mudar, desse jeito vamos passar vergonha" -, os muros do estádio amanheceram tomados por pichações. "Fora Carpegiani" e "Juvenal cachaceiro" eram apenas duas delas. Não há mesmo clima para o técnico continuar.

Por Márcio Kroehn_247 – O JOGO: Cabeça. Essa foi a palavra do primeiro tempo entre Avaí e São Paulo, no estádio da Ressacada. Casemiro, aos 15 minutos, abriu o placar de cabeça para os são paulinos após um cruzamento de Dagoberto, que cobrou falta do bico direito da grande área. Um minuto depois, William antecipou-se ao zagueiro Alex Silva e acertou a cabeçada para empatar. A virada aconteceu aos 30, quando o zagueiro Bruno tocou de cabeça o rebote de um escanteio cobrado por Marquinhos e desviado (de cabeça) por Carlinhos. Foi só? Não, a inteligência ajudou o Avaí a dominar a partida. O time leve, de toques rápidos, pensado pelo técnico Paulo Cesar Carpegiani com Lucas, Dagoberto e Fernandinho no ataque, funcionou em uma única triangulação, aos 4 minutos. Faltava a ligação no meio de campo são paulino, por isso o técnico Silas acertou a marcação. Colocou Marcinho Guerreiro quase como um líbero, diminuindo o espaço para o trio tricolor, e deixando Carlinhos Paraíba como a única referência no meio. Era o espaço que o Avaí precisava para dominar e pressionar o adversário, que ficou acuado e teve que contar, até, com a sorte para não levar o terceiro gol em, pelo menos, duas oportunidades com William e Estrada. Mas os lances não eram com a cabeça. E Carpegiani precisaria usar a sua para não ser eliminado.

O São Paulo precisava de inteligência, com Rivaldo, mas Carpegiani preferiu Marlos no lugar de Fernandinho na volta para o segundo tempo. Taticamente não mudava nada. Como o jogo. O Avaí, com menos de um minuto, fez o terceiro. Estrada recebeu na área, poderia ter ido com a cabeça, mas tentou um voleio, que sobrou para Marquinhos Gabriel chutar cruzado, no canto esquerdo de Rogério Ceni. Avaí na semifinal? Até ali, não era surpresa nenhuma. O São Paulo tentava em jogadas individuais, sem perigo para gol de Renan. E a saída do zagueiro Xandão para a entrada do centroavante Henrique só deixou buracos. O Avaí, no contra-ataque, aproveitava a bagunçada defesa são paulina para levar perigo, principalmente com Marquinhos Gabriel e William que, por exemplo, cabeceou aos 38 para Rogério pegar no susto. Como a cabeça voltou, Carpegiani mostrou que estava com a sua perdida. Tirou Marlos, que entrou no intervalo, para colocar William José. Era muita gente na frente, mas ninguém para passar. Aos 41, Acleisson acertou o pé da trave direita são paulina com uma bomba em cobrança de falta. E o São Paulo, descabeçado, parou nas quartas de final da Copa do Brasil. O Avaí venceu, convenceu e mereceu a classificação para pegar o Vasco nas semifinais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email