HOME > Geral

Caso Jéssica: jovem que participou do latrocínio é preso

Polícia Civil confirmou nesta quinta-feira a prisão do segundo suspeito de participar do latrocínio que vitimou a vendedora Jéssica Ferreira da Silva, 23, em Aparecida de Goiânia, no dia 28 de fevereiro, nas proximidades de sua casa, no Jardim Tiradentes; Cléber Junio Macedo Condes, 18 anos, é considerado coautor do crime e estava foragido; o jovem estava escondido em Formosa – cidade localizada a cerca de 290 km da Capital, na região Nordeste do Estado; ele admitiu ter pilotado a moto utilizada no crime, mas nega ter mandado o adolescente efetuar o disparo

Polícia Civil confirmou nesta quinta-feira a prisão do segundo suspeito de participar do latrocínio que vitimou a vendedora Jéssica Ferreira da Silva, 23, em Aparecida de Goiânia, no dia 28 de fevereiro, nas proximidades de sua casa, no Jardim Tiradentes; Cléber Junio Macedo Condes, 18 anos, é considerado coautor do crime e estava foragido; o jovem estava escondido em Formosa – cidade localizada a cerca de 290 km da Capital, na região Nordeste do Estado; ele admitiu ter pilotado a moto utilizada no crime, mas nega ter mandado o adolescente efetuar o disparo (Foto: José Barbacena)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Goiás 247 - A Polícia Civil confirmou na tarde desta quinta-feira (10) a prisão do segundo suspeito de participar do latrocínio que vitimou a vendedora Jéssica Ferreira da Silva, de 23 anos, em Aparecida de Goiânia, no dia 28 de fevereiro, nas proximidades de sua casa, no Jardim Tiradentes. Cléber Junio Macedo Condes, de 18 anos, é considerado coautor do crime e estava foragido.

Ele foi levado à Delegacia Regional de Aparecida após negociação entre o advogado de Cléber e a Polícia Civil. Segundo o titular da regional, André Fernandes, o jovem estava escondido em Formosa – cidade localizada a cerca de 290 km da Capital, na região Nordeste do Estado. Ele admitiu ter pilotado a moto utilizada no crime, mas nega ter mandado o adolescente efetuar o disparo.

O suspeito ainda será interrogado pelo delegado Carlos Levergger, responsável pelo caso, e em seguida será levado para Casa de Prisão Provisória (CPP). O jovem possui registro por envolvimento com drogas quando adolescente.

Segundo as investigações, a dupla usou uma motocicleta para cometer o latrocínio e o veículo foi encontrado na casa de Cléber. Os autores do latrocínio foram anunciados à imprensa pela Polícia Civil na última quinta-feira (03/03), após conclusão de força-tarefa determinada pelo vice-governador e secretário de Segurança Pública, José Eliton, para esclarecer o crime. A força-tarefa contou com participação de seis delegados, 26 agentes e três escrivães.

Testemunhas disseram que a vítima não reagiu, mas acabou sendo atingida por um tiro. Ela foi socorrida e levada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Setor Buriti Sereno, mas não resistiu ao ferimento. De acordo com a Polícia Civil, os dois suspeitos pelo crime já tinham cometido outros dois roubos antes de matar a jovem.

No último sábado (5), o adolescente, de 14 anos, foi apreendido em Caldas Novas, na Região Sul do Estado, e admitiu ser o autor do disparo que vitimou Jéssica. O menor foi levado para o 1.º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia e deve ser indiciado por ato infracional análogo ao crime de latrocínio. Se condenado, pode ficar apreendido por até três anos.

A arma utilizada no crime ainda não foi encontrada e a Polícia Civil afirma que continuará nas buscas pelo objeto, mas considera o caso elucidado. O inquérito será remetido ao Poder Judiciário.

Redes Sociais

Nas redes sociais, o vice-governador e secretário de Segurança Pública, José Eliton, manifestou-se imediatamente após ser informado da prisão do segundo suspeito. Eliton também se solidarizou-se com a dor da família de Jéssica.

“A prisão nesta quinta-feira (10/3) do segundo suspeito de participar do assassinato da vendedora Jéssica Ferreira da Silva, de 23 anos, mais uma vez demonstra a grande capacidade de nossas forças de segurança no sentido de apresentar soluções rápidas no processo de elucidação de crimes. Faço o meu reconhecimento ao trabalho de todos os policiais envolvidos nas investigações, bem como à ação persistente desenvolvida pelo delegado regional de Aparecida de Goiânia, André Fernandes. Vamos prosseguir com determinação, ações integradas e trabalho redobrado para garantir a paz e a tranquilidade de nossas famílias”, disse o vice-governador e secretário em trecho de comunicado postado no Facebook.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: