CDTC se reúne e passagem passa a custar R$ 2,80

Reajuste de 10 centavos foi definido na noite da quarta-feira (16); com a negativa das prefeituras em bancar R$ 4 milhões das gratuidades, evitar o aumento era quase impossível; governo do Estado vai pagar R$ 4,5 milhões e ainda concedeu desoneração do imposto no óleo diesel para as empresas; presidente da CDTC, o secretário estadual de Infraestrutura, João Balestra, condicionou o reajuste ao cumprimento de medidas por parte das empresas: aumento da frota, compra de novos ônibus, mais linhas nos terminais, volta dos organizadores de fila e retorno do programa Ganha Tempo

cdtc
cdtc (Foto: José Barbacena)

Goiás247 - A notícia para os usuários do transporte público não é nada boa. A passagem passa a custar R$ 2,80 a partir de 3 de maio. O valor foi definido na noite de quarta-feira após reunião da Câmara Deliberativa de Transporte Coletivo (CDTC). Mesmo com todo o esforço do governo estadual, bancando R$ 4,4 milhões de subsídio, o aumento era dado como certo.

Isso porque as prefeituras da Região Metropolitana alegaram dificuldades financeiras e não podem bancar os outros R$ 4 milhões das gratuidades, só a partir de 2015. O reajuste da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) foi de 4,4%, o que levaria o valor para R$ 2,82. Mas, o preço acabou arredondado para R$ 2,80.

O reajuste seria maior não fosse os R$ 4,4 milhões do governo estadual e também a desoneração no imposto do óleo diesel proposta por Marconi Perillo (PSDB). O presidente da CDTC, o secretário estadual de Infraestrutura, João Balestra, condicionou o aumento de 10 centavos a melhorias apresentadas pela Câmara como: aumento da frota, compra de veículos novos, retorno do programa Ganha Tempo, aumento das viagens, volta dos organizadores de fila e instalação de 6 mil câmeras nos ônibus e terminais.

A expectativa agora fica por conta dos protestos de rua. Na terça-feira, estudantes e integrantes do movimento Frente de Luta GO realizaram manifestações em terminais e destruíram cinco ônibus, sendo um deles incendiado, na Universidade Federal de Goiás (UFG).

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247