Chesf é barrada em leilão de transmissão de energia

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) foi impedida pela Aneel de participar do leilão de concessão de linhas de transmissão de energia que acontecerá no próximo dia 19 de dezembro; de acordo com a Agência, somente empresas que não registrem atrasos maiores que 180 dias na entrada em operação comercial em relação às datas fixadas em contratos de concessão assinados junto ao governo federal podem competir

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) foi impedida pela Aneel de participar do leilão de concessão de linhas de transmissão de energia que acontecerá no próximo dia 19 de dezembro; de acordo com a Agência, somente empresas que não registrem atrasos maiores que 180 dias na entrada em operação comercial em relação às datas fixadas em contratos de concessão assinados junto ao governo federal podem competir
A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) foi impedida pela Aneel de participar do leilão de concessão de linhas de transmissão de energia que acontecerá no próximo dia 19 de dezembro; de acordo com a Agência, somente empresas que não registrem atrasos maiores que 180 dias na entrada em operação comercial em relação às datas fixadas em contratos de concessão assinados junto ao governo federal podem competir (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) foi impedida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de participar do leilão de concessão de linhas de transmissão de energia que acontecerá no próximo dia 19 de dezembro. De acordo com a Aneel, somente empresas que não registrem atrasos maiores que 180 dias na entrada em operação comercial em relação às datas fixadas em contratos de concessão assinados junto ao Governo Federal.

De acordo com a Aneel, as regras dizem respeito a obras concluídas nos últimos 36 meses, incluindo as que deveriam estar em atividade até a data da publicação do edital, aprovado pela agência na quarta-feira da semana passada. Além da Chesf, segundo matéria publicada pelo Jornal do Commercio, também foram impedidas de participar do leilão a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEE-GT), com foco de atuação no Estado do Rio Grande do Sul, Eletronorte e a empresa Interligação Elétrica Sul (Iesul).

As regras da Aneel observam, ainda, que as empresas não podem registrar três ou mais infrações referentes a obras de transmissão com processos julgados administrativamente. Conforme a agência, a Chesf registraria atraso médio de 673.9 dias nas obras de transmissão pelas quais é responsável, além de possui 14 autos de infração.

Já a CEE-GT possui seis autos de infração e registra um atraso médio de 844,7 dias. A Eletronorte e Iesul registram, respectivamente, três autos de infração cada, além de 370 e 1287 dias de atraso nos empreendimentos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247