Chesf inicia redução de vazão do rio São Francisco

A vazão do Rio São Francisco ficará abaixo do mínimo, de 1.300 metros cúbicos por segundo (m³/s), a partir deste sábado (4); de acordo com a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), a medida visa garantir a segurança hídrica e energética do Nordeste, que ainda sofre com os efeitos da pior seca dos últimos 50 anos

Chesf inicia redução de vazão do rio São Francisco
Chesf inicia redução de vazão do rio São Francisco

Leonardo Lucena_PE247 – A vazão do Rio São Francisco ficará abaixo do mínimo, de 1.300 metros cúbicos por segundo (m³/s), a partir deste sábado (4). Isso porque o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Agência Nacional de Água (ANA) concederam uma autorização especial à Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) com o objetivo de reduzir a vazão para garantir a segurança hídrica e energética do Nordeste, que ainda sofre com os efeitos da seca, considerada a maior dos últimos 50 anos na região. A autorização para o início da operação de redução da vazão foi concedida nesta quinta-feira (2), após a realização de uma reunião em Brasília.

O superintendente de Operações da estatal, João Henrique Franklin, afirmou que a medida é  importante para elevar o nível dos reservatórios, permitindo assegurar o uso múltiplo das águas nos próximos meses, tendo em vista as perspectivas de poucas chuvas. “A Chesf está informando todos os municípios ribeirinhos e a população, explicando que a decisão dos órgãos foi necessária para permitirmos ter água nos reservatórios da Região, que não tem previsão de chuvas nos próximos meses”, declarou Franklin.

De acordo com a companhia, a vazão do reservatório de Sobradinho (BA) ficará em 1.300 m³/s, e em Xingó (AL/SE), ficará em 1.200 m³/s até o próximo dia 10 e em 1.100 m³/s após essa data.

Na última terça-feira (30), a Superintendência de Operações da Chesf já havia informado ao Pernambuco 247 que os reservatórios estão operando, em média, com 47% de sua capacidade. Porém, a companhia descartou a possibilidade de racionamento de energia até o início da época de chuvas, com previsão para novembro. “Não tem chovido significativamente na bacia do São Francisco. As últimas chuvas aliviaram um pouco, mas não o bastante. O período úmido na Região é muito bem definido e acaba em maio”, disse Franklin.

O dirigente disse que, no início desta semana, o reservatório de Sobradinho se encontrava com 46,5% de sua capacidade e deverá fechar a chamada “quadra chuvosa” com cerca de 50% de seu volume. O reservatório chegou ao nível mais baixo (26%) em janeiro, mês em que a média dos reservatórios da Região Nordeste chegou a 32%.

Franklin informou, ainda, que os estados, as prefeituras e vários outros clientes seriam informados a respeito da redução da vazão do Rio São Francisco. Segundo ele, esta redução tem como finalidade assegurar o nível dos reservatórios dentro do limite (35%) estabelecido pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) até o mês de novembro, quando começa a quadra chuvosa.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247