Chico D'ângelo e Fontana protocolam convocação de Padilha

“As denúncias são muito graves e a população tem o direito de ter todas as informações sobre estes fatos que mostram a pouca seriedade do governo sem voto de Michel Temer. Queremos todos os esclarecimentos”, diz o deputado Henrique Fontana (PT-RS); ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusa Eliseu Padilha de pressioná-lo para liberar uma obra ilegal na Bahia, que beneficiaria Geddel Vieira Lima

“As denúncias são muito graves e a população tem o direito de ter todas as informações sobre estes fatos que mostram a pouca seriedade do governo sem voto de Michel Temer. Queremos todos os esclarecimentos”, diz o deputado Henrique Fontana (PT-RS); ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusa Eliseu Padilha de pressioná-lo para liberar uma obra ilegal na Bahia, que beneficiaria Geddel Vieira Lima
“As denúncias são muito graves e a população tem o direito de ter todas as informações sobre estes fatos que mostram a pouca seriedade do governo sem voto de Michel Temer. Queremos todos os esclarecimentos”, diz o deputado Henrique Fontana (PT-RS); ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusa Eliseu Padilha de pressioná-lo para liberar uma obra ilegal na Bahia, que beneficiaria Geddel Vieira Lima (Foto: Leonardo Attuch)

RS 247 – O presidente da Comissão de Cultura da Câmara, deputado Chico D'Ângelo e o deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) protocolaram pedido de convocação do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS), para comparecer à Comissão para esclarecer as denúncias que envolvem a conduta do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima.

O pedido foi protocolado na tarde desta segunda-feira (28),  juntamente com outros três convites para que compareçam também na Câmara o secretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, o Procurador-Chefe do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Heliomar Alencar de Oliveira e a Chefe de Gabinete do presidente da República Michel Temer, Nara de Deus.

Todos foram citados pelo ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, na Polícia Federal quando afirmou na semana passada que o presidente da República Michel Temer interveio em favor dos interesses do agora ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, para liberar uma obra em Salvador. Geddel pediu demissão do cargo após a denúncia.

De acordo com Fontana, o objetivo da convocação é esclarecer os fatos diante da gravidade dos episódios relatados por Calero que, se confirmados,   configuram em prática de concussão. Este crime está configurado no artigo 316 do Código Penal, que é o uso do cargo para obter vantagem indevida.

“As denúncias são muito graves e a população tem o direito de ter todas as informações sobre estes fatos que mostram a pouca seriedade do governo sem voto de Michel Temer. Queremos todos os esclarecimentos”, registra o parlamentar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247