Cielo supera trauma com ouro

Nadador brasileiro, apenas advertido no caso de doping, diz estar "virando uma pgina" em sua vida

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Em silêncio desde a revelação do resultado positivo em exame antidoping, no dia 1º de julho, quando leu um comunicado oficial o brasileiro Cesar Cielo segue sem conceder entrevistas, mas divulgou uma declaração em seu site após a decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) de manter a decisão da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos de apenas adverti-lo.

Com a definição da CAS, Cielo está liberado para participar do Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai. O brasileiro mostrou estar satisfeito com o veredicto da CAS e declarou que para ele o polêmico caso está no passado. "A verdade prevaleceu e estou virando esta página da minha vida", afirmou o campeão olímpico e mundial.

A CAS manteve a advertência dada pela CBDA a Cielo, Nicholas Santos e Henrique Barbosa, que assim como Cielo deram positivo para a substância proibida furosemida em teste realizado em maio durante o Troféu Maria Lenk, no Rio. A punição para Vinicius Waked, porém, foi diferente. O nadador, que foi suspenso anteriormente por dois meses em outro caso de doping, recebeu uma pena de um ano da CAS.

Os nadadores alegaram inocência, dizendo que consumiram a substância em um lote contaminado de um suplemento alimentar que usam regularmente. A justificativa foi aceita pela CBDA e agora também pela CAS. O veredicto da corte foi comemorado por Coaracy Nunes Filho, presidente da CBDA.

"Eu não poderia deixar de dizer que estou muito contente e estou mais ainda porque foi respaldada a decisão do painel da CBDA. Isso nos deu uma grande satisfação porque nos deu a certeza de que agimos com absoluta correção na primeira instância, que foi o painel da CBDA. Nós já sabíamos que os atletas eram absolutamente inocentes e por isso foi dada uma advertência, mas estão liberados e esperamos que o Cielo possa ganhar medalhas neste campeonato mundial", disse.

Agora, Cielo pode se concentrar na disputa do Mundial de Xangai. O brasileiro defenderá os seus títulos dos 50 e 100 metros livre além de participar da prova dos 50 metros borboleta e integrar a equipe brasileira dos revezamentos. Já os outros três brasileiros não vão competir em Xangai. Nicholas Santos e Henrique Barbosa perderam as marcas obtidas no Troféu Maria Lenk por conta do doping. Vinicius Waked nunca teve índice para o Mundial de Esportes Aquáticos na China. As provas da natação em Xangai começam na madrugada de sábado para domingo (horário de Brasília).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email