Ciro Gomes afirma que pensa "com carinho" em 2018

Ele esteve no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, para uma reunião na Casa Civil do Estado. Questionado sobre a possibilidade de ingressar no PDT, como se especulou há algumas semanas, Ciro brincou: "Não sei, eu sou da CSN". Sobre o futuro político, respondeu: "Olho para 2018 com muito carinho, mas nesse momento estou ocupado em trabalhar bem na CSN". Filiado ao PROS, Ciro trabalha desde o início do ano na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e se distanciou da vida partidária

Ele esteve no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, para uma reunião na Casa Civil do Estado. Questionado sobre a possibilidade de ingressar no PDT, como se especulou há algumas semanas, Ciro brincou: "Não sei, eu sou da CSN". Sobre o futuro político, respondeu: "Olho para 2018 com muito carinho, mas nesse momento estou ocupado em trabalhar bem na CSN". Filiado ao PROS, Ciro trabalha desde o início do ano na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e se distanciou da vida partidária
Ele esteve no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, para uma reunião na Casa Civil do Estado. Questionado sobre a possibilidade de ingressar no PDT, como se especulou há algumas semanas, Ciro brincou: "Não sei, eu sou da CSN". Sobre o futuro político, respondeu: "Olho para 2018 com muito carinho, mas nesse momento estou ocupado em trabalhar bem na CSN". Filiado ao PROS, Ciro trabalha desde o início do ano na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e se distanciou da vida partidária (Foto: Renata Paiva)

Ceará 247 - O ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes disse nesta terça-feira, 30, em entrevista à Agência Estado, que pensa "com carinho" em 2018, mas evitou falar em uma possível volta à política e nova tentativa de disputar a Presidência da República. Filiado ao PROS, Ciro trabalha desde o início do ano na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e se distanciou da vida partidária. Ele esteve no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, para uma reunião na Casa Civil do Estado.

Questionado sobre a possibilidade de ingressar no PDT, como se especulou há algumas semanas, Ciro brincou: "Não sei, eu sou da CSN". Sobre o futuro político, respondeu: "Olho para 2018 com muito carinho, mas nesse momento estou ocupado em trabalhar bem na CSN".

Candidato a presidente duas vezes, pelo PPS, Ciro Gomes ficou em terceiro lugar em 1998 e em quarto lugar em 2002. Foi ministro da Integração Nacional do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2003, filiou-se ao PSB. Em 2013, mudou para o PROS, com o irmão, também ex-governador do Ceará Cid Gomes.

O governo do Rio e a CSN negociam uma saída para o pagamento da dívida da empresa com o Estado. "Queremos ajudar a administração do governador Pezão, acreditamos que o governador está fazendo muito bem o seu trabalho", elogiou o ex-governador do Ceará.

Ciro chegou ao Palácio Guanabara pouco depois de os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), e do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), deixarem a sede do governo fluminense, onde se reuniram durante quatro horas com Luiz Fernando Pezão (PMDB).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247