CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Ciro muda de opinião e defende candidato do PSB

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PSB), voltou a defender uma candidatura própria do seu partido à Presidência da República em 2014, cujo pré-candidato é o governador de Pernambuco, Eduardo Campos; “Se nós queremos apresentar uma candidatura própria, e eu gostaria que nós apresentássemos, temos que sair do governo, dizer por que saímos e oferecer ao povo brasileiro um embrião de projeto para o País, para que se justifique”

Ciro muda de opinião e defende candidato do PSB
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

PE247 – O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PSB), voltou a defender uma candidatura própria do seu partido à Presidência da República em 2014, cujo pré-candidato é o governador de Pernambuco, Eduardo Campos. “Se nós queremos apresentar uma candidatura própria, e eu gostaria que nós apresentássemos, temos que sair do governo, dizer por que saímos e oferecer ao povo brasileiro um embrião de projeto para o País, para que se justifique”, declarou.

O pessebista, que assim como o seu irmão, o governador do Ceará, Cid Gomes, vinha defendendo o projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), agora parece ter mudado de ideia e acha que o PSB deve deixar a base aliada o mais rapidamente possível e não na véspera das eleições 2014. ”Se a gente deixar pra largar esse osso só na véspera da eleição, se isso acontecer, eu acho que nós teremos cometido um grave erro”, disse.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

''Se nós queremos apresentar uma candidatura própria, e eu gostaria que nós apresentássemos, nós teríamos que sair do governo, dizer porquê saímos do governo e oferecer ao povo brasileiro o embrião de um projeto para o país”, afirmou no último dia 8 em entrevista à TV Diário, do grupo cearense Verdes Mares. As declarações forma reproduzidas na última sexta-feira (15) pelo blog de Roberto Moreira, diretor da TV. Ciro também mostrou-se descontente com o tratamento recebido pelo partido. “Não acho que seja razoável que o PSB fique ali, catando migalhas, no banquete onde estão o PMDB e o PT”, disse.

Ciro afirmou, em fevereiro, que Eduardo Campos não tinha preparo para ser presidente por falta de proposta, “visão de país” e “estrada”. Até porque Ciro queria ser candidato a presidente em 2010, mas teve o seu projeto barrado, já que o PSB preferiu apoiar o PT. O socialista chegou a dizer, também, que seria viável formar uma chapa com Dilma e Cid Gomes na vice.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Já o governador pernambucano foi cauteloso ao comentar a mudança de postura do seu correligionário: “Ele entendeu que o PSB deveria ter candidato em outras eleições. Esse debate o PSB vai fazer com muita tranquilidade, no tempo certo. Não há, da nossa parte, nenhuma ansiedade para fazer esse debate. O importante é que a gente respeite a opinião das pessoas que pensam como a gente, mas também saiba respeitar as opiniões daqueles que não pensam como a gente”, observou.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO