Ciro: “Violência de um grupo contra um cidadão é fascismo”

Ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes afirmou nesta quinta-feira, 17, sobre o vídeo que o mostra discutindo com manifestantes pró-impeachment, que agiu para defender os direitos e a integridade de seu irmão; "O direito de se manifestar se limita ao que determina a democracia. Qualquer violência, abuso ou cerceamento de liberdades de um grupo contra qualquer cidadão tem um nome: fascismo", diz ele, me nota; ex-ministro Ciro Gomes e o ex-governador Cid Gomes estão "preocupados com o gravíssimo momento que vive o Brasil e lutam para garantir que o estado democrático de direito não seja violentado e que o Brasil reencontre o caminho para o seu desenvolvimento"

Ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes afirmou nesta quinta-feira, 17, sobre o vídeo que o mostra discutindo com manifestantes pró-impeachment, que agiu para defender os direitos e a integridade de seu irmão; "O direito de se manifestar se limita ao que determina a democracia. Qualquer violência, abuso ou cerceamento de liberdades de um grupo contra qualquer cidadão tem um nome: fascismo", diz ele, me nota; ex-ministro Ciro Gomes e o ex-governador Cid Gomes estão "preocupados com o gravíssimo momento que vive o Brasil e lutam para garantir que o estado democrático de direito não seja violentado e que o Brasil reencontre o caminho para o seu desenvolvimento"
Ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes afirmou nesta quinta-feira, 17, sobre o vídeo que o mostra discutindo com manifestantes pró-impeachment, que agiu para defender os direitos e a integridade de seu irmão; "O direito de se manifestar se limita ao que determina a democracia. Qualquer violência, abuso ou cerceamento de liberdades de um grupo contra qualquer cidadão tem um nome: fascismo", diz ele, me nota; ex-ministro Ciro Gomes e o ex-governador Cid Gomes estão "preocupados com o gravíssimo momento que vive o Brasil e lutam para garantir que o estado democrático de direito não seja violentado e que o Brasil reencontre o caminho para o seu desenvolvimento" (Foto: Aquiles Lins)

Ceará 247 - Em nota à imprensa, o ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes se manifestou nesta quinta-feira, 17, sobre o vídeo que mostra ele discutindo com manifestantes que pedem a saída da presidente Dilma Rousseff do cargo (leia aqui).

Segundo a nota, o ex-ministro Ciro Gomes foi surpreendido com a notícia de que seu irmão, o ex-governador Cid Gomes estava sendo agredido, insultado e ameaçado fisicamente na porta de sua casa.

"Ciro agiu, então, como qualquer cidadão deveria agir em casos de violência: foi até o local para defender os direitos e a integridade de seu irmão. O direito de se manifestar se limita ao que determina a democracia. Qualquer violência, abuso ou cerceamento de liberdades de um grupo contra qualquer cidadão tem um nome: fascismo", diz o texto.

O ex-ministro Ciro Gomes e o ex-governador Cid Gomes estão "preocupados com o gravíssimo momento que vive o Brasil e lutam para garantir que o estado democrático de direito não seja violentado e que o Brasil reencontre o caminho para o seu desenvolvimento."

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247