Citadini continua impugnado em eleição no Corinthians

O juiz Luis Fernando Nardelli, do Fórum Regional do Tatuapé, em São Paulo, negou o pedido de Antonio Roque Citadini para voltar a ser candidato à presidência do Corinthians; o presidente do conselho deliberativo do clube, Guilherme Strenger, assinou a impugnação alegando quem como conselheiro do TCE, Citadini estaria proibido pelas constituições estadual e federal de ocupar qualquer cargo executivo

O juiz Luis Fernando Nardelli, do Fórum Regional do Tatuapé, em São Paulo, negou o pedido de Antonio Roque Citadini para voltar a ser candidato à presidência do Corinthians; o presidente do conselho deliberativo do clube, Guilherme Strenger, assinou a impugnação alegando quem como conselheiro do TCE, Citadini estaria proibido pelas constituições estadual e federal de ocupar qualquer cargo executivo
O juiz Luis Fernando Nardelli, do Fórum Regional do Tatuapé, em São Paulo, negou o pedido de Antonio Roque Citadini para voltar a ser candidato à presidência do Corinthians; o presidente do conselho deliberativo do clube, Guilherme Strenger, assinou a impugnação alegando quem como conselheiro do TCE, Citadini estaria proibido pelas constituições estadual e federal de ocupar qualquer cargo executivo (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O juiz Luis Fernando Nardelli, do Fórum Regional do Tatuapé, em São Paulo, negou nesta sexta (19), o pedido de Antonio Roque Citadini para voltar a ser candidato à presidência do Corinthians.

O presidente do conselho deliberativo do clube, Guilherme Strenger, assinou a impugnação alegando quem como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Citadini estaria proibido pelas constituições estadual e federal de ocupar qualquer cargo executivo.

No pedido de tutela, Citadini negou haver proibição legal à candidatura e disse que Strenger fere a Lei Orgânica da Magistratura ao ocupar a vaga de presidente do conselho deliberativo. Ele é desembargador do Tribunal de Justiça (TJ-SP).

 

O Brasil 247 quer a sua ajuda para tomar decisões importantes. Participe da pesquisa

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247