Collor diz que provará inocência no julgamento no STF

O senador Fernando Collor (PTC/AL) declarou que provará sua inocência no curso do procedimento que será realizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a partir de agora; ele relembrou que, assim como foi acusado injustamente à época que foi presidente da República, provará, mais uma vez, sua inocência

Senador Fernando Collor (PTB-AL) afirma estar preocupado com a situação da violência doméstica em Alagoas
Senador Fernando Collor (PTB-AL) afirma estar preocupado com a situação da violência doméstica em Alagoas (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O senador Fernando Collor (PTC/AL) declarou que provará sua inocência no curso do procedimento que será realizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a partir de agora. O ex-presidente ressaltou que durante o julgamento da Segunda Turma do Supremo na tarde desta terça-feira (22) os ministros impuseram a primeira derrotada à Procuradoria-Geral da República, visto que, dos nove denunciados inicialmente, apenas contra três deles os integrantes do plenário aceitaram só uma parte das supostas imputações. Ele relembrou que, assim como foi acusado injustamente à época que foi presidente da República, provará, mais uma vez, sua inocência. 

"O STF impôs, no julgamento de hoje, uma primeira derrota à Procuradoria-Geral da República, pois, dos nove denunciados, somente a recebeu em relação a três deles, ainda assim apenas em parte, afastando cinco de oito crimes imputados, tendo os Ministros da Corte, em decisão unânime, repudiado os excessos da acusação. Mesmo em relação ao remanescente da denúncia, a Corte apontou o absurdo da multiplicidade de acusações em relação a um mesmo fato, ressaltando que nessa etapa não fazia qualquer juízo quanto à existência ou não de crime", destacou 

O senador disse acreditar que, como no passado, terá a oportunidade de comprovar a sua inocência na fase seguinte do processo, colhendo, mais uma vez, o reconhecimento de sua inocência. A decisão desta terça-feira do Supremo não significa que os investigados são culpados, mas que a corte precisa realizar novas diligências para apurar as supostas acusações apresentadas pela PGR. 

Agora, durante o curso do processo, as defesas poderão apresentar provas de inocência, com depoimentos de testemunhas e contestações jurídicas de todo o processo, bem como das acusações. Só ao final do procedimento, no julgamento pelo STF, o caso erá novamente analisado. Na semana passada ,em defesa de Collor, o advogado Juarez Tavares afirmou que a denúncia não traz provas concretas de que ele recebeu qualquer vantagem, derrubando, assim, a versão da procuradoria. 

Com gazetaweb.com e assessoria

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247