Collor integra comissão que vai discutir reforma

O senador Fernando Collor (PTB/AL) foi escolhido para integrar a comissão especial do Senado que vai discutir as propostas de reforma política; algumas propostas apresentadas por Collor, inclusive, um detalhado estudo confeccionado pelo parlamentar que recebeu 79% de apoio popular ao ser apresentado aos eleitores durante uma pesquisa realizada pelo DataSenado, serão debatidas pelos senadores que integram a comissão

O senador Fernando Collor (PTB/AL) foi escolhido para integrar a comissão especial do Senado que vai discutir as propostas de reforma política; algumas propostas apresentadas por Collor, inclusive, um detalhado estudo confeccionado pelo parlamentar que recebeu 79% de apoio popular ao ser apresentado aos eleitores durante uma pesquisa realizada pelo DataSenado, serão debatidas pelos senadores que integram a comissão
O senador Fernando Collor (PTB/AL) foi escolhido para integrar a comissão especial do Senado que vai discutir as propostas de reforma política; algumas propostas apresentadas por Collor, inclusive, um detalhado estudo confeccionado pelo parlamentar que recebeu 79% de apoio popular ao ser apresentado aos eleitores durante uma pesquisa realizada pelo DataSenado, serão debatidas pelos senadores que integram a comissão (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - O senador Fernando Collor (PTB/AL) foi escolhido para integrar a comissão especial do Senado que vai discutir as propostas de reforma política para o País. Entre as matérias que serão debatidas pelos 27 senadores, estão algumas propostas apresentadas por Collor, inclusive, um detalhado estudo confeccionado pelo parlamentar que recebeu 79% de apoio popular ao ser apresentado aos eleitores durante uma pesquisa realizada pelo DataSenado.

CONFIRA A PESQUISA COMPLETA DO DATASENADO

De acordo com Collor, a verdadeira e almejada reforma política demanda estudo, consulta, tempo, debate, maturação e, acima de tudo, um consenso mínimo e coerente de estratégia para que a proposta possa avançar. O senador lembrou que a principal e notória conclusão que se pode extrair da pesquisa apresentada aos eleitores é que, de um modo geral, a população quer menos tudo.

"Menos políticos, menos candidatos, menos partidos políticos, menos mandatos, menos tempo de exercício de mandatos, menos eleições, menos campanha, menos gastos, menos propaganda eleitoral, menos financiamento eleitoral, menos municípios e suas estruturas políticas, e também menos privilégios para as autoridades", destacou o senador.

A pesquisa do DataSenado foi decorrente de estudo acerca da necessidade de se reformar o sistema político, elaborado pelo senador Collor ao longo de quase dois anos. Com mais de 300 páginas e 33 propostas específicas, o estudo é intitulado a 'Reconstrução da Política Brasileira - Bases e Componentes para uma ampla, completa e orgânica Reforma Política'.

Segundo o senador, o resultado mostrado na pesquisa do DataSenado foi exatamente a concepção básica da elaboração da proposta elaborada por ele com um todo. Collor destaca que observou ao longo do estudo o desejo da população de que, além da necessidade de alteração do sistema político e seus subsistemas, a sociedade quer, acima de tudo, um enxugamento significativo da cena política, a começar pelos agentes e estruturas, e tudo mais que orbita em torno desse universo.

"O primeiro e mais eficiente resultado de qualquer reforma é que produza mudanças e transformações que justifiquem a sua adoção, modernizem velhas práticas, substituam arraigados e superados hábitos e proporcionem racionalidade e economia. Para aprovarmos a reforma política, precisaremos, com efeito, construir pontes e, mais ainda, destruir muralhas. Ou seja, mais do que reformar, devemos reconstruir a política e suas instituições", expôs o senador. 

A comissão especial da reforma política será presidida pelo senador Jorge Viana (PT-AC) e terá como relator o senador Romero Jucá (PMDB-RR). Uma das primeiras atividades a ser realizada pela comissão é uma reunião entre os integrantes do colegiado com o presidente e vice do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministros Dias Toffoli e Gilmar Medes, respectivamente. O ministro Luiz Fux também deve participar do encontro.

O estudo completo e pesquisa do DataSenado estão disponíveis no site oficial do senador Collor, no endereço www.fernandocollor.com.br

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247