CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Collor propõe discussão sobre política ambiental

O senador Fernando Collor (PTB-AL) alerta sobre a necessidade de a população discutir com profundidade as questões ambientais presentes no dia a dia; nesta sexta feira (5), quando é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, ele também lembra que a Eco 92 e a Rio + 20 serviram para convencer que o tema ambiental deve ser diariamente lembrado e revisado nas agendas governamentais

Imagem Thumbnail
O senador Fernando Collor (PTB-AL) alerta sobre a necessidade de a população discutir com profundidade as questões ambientais presentes no dia a dia; nesta sexta feira (5), quando é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, ele também lembra que a Eco 92 e a Rio + 20 serviram para convencer que o tema ambiental deve ser diariamente lembrado e revisado nas agendas governamentais (Foto: Voney Malta)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Alagoas247 - Nesta sexta-feira (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, o senador Fernando Collor (PTB) reforça o alerta sobre a necessidade de a população discutir com profundidade as questões ambientais presentes no dia a dia. Como presidente da República e senador, Collor foi um dos responsáveis por colocar em pauta a discussão sobre o tema, realizando e participando da Eco 92 e a Rio + 20. Nos eventos, houve a presença de líderes mundiais.

Em um vídeo publicado em uma rede social nesta sexta, o senador explicou que a Eco 92 e a Rio + 20 serviram para convencer que o tema ambiental deve ser diariamente lembrado e revisado nas agendas governamentais. Ele ressaltou que as ações em prol da preservação do meio ambiente não podem ficar restritas à esfera federal, mas devem contar com o apoio dos Estados e municípios.

"Do mesmo modo, a sociedade tem um papel fundamental e até mesmo preponderante não só na cobrança dessas ações, mas, sobretudo, na conscientização da necessidade de adoção de novos hábitos e novos conceitos de consumo, como o consumo sustentável. Tratar das questões ambientais é cuidar da vida e da gente. Que a nossa responsabilidade com o meio ambiente esteja cada vez mais presente em todos os nossos dias", expôs o senador.

A Rio + 20 só foi possível porque, como senador da República, Collor propôs a realização do encontro ao então presidente Lula. Após o senador apontar a importância do evento para o mundo, Lula levou a proposta para a Organização das Nações Unidas (ONU). De acordo com Collor, o evento acertou em evidenciar a erradicação da pobreza como ponto central do documento final.

"A Rio+20 representa a vitória da esperança sobre o derrotismo e da perseverança sobre a inércia. É produto da convicção de homens e mulheres da necessidade de ações imediatas para evitar uma catástrofe iminente que ameaça a própria existência de vida no planeta", acrescentou o senador.

O documento final do Rio +20 registrou que os países não devem retroceder nos compromissos assumidos desde a Eco 92 e devem estabelecer um fórum político de alto nível para acompanhar o desenvolvimento sustentável. Em outro ponto, o documento pede que a ONU fortaleça seus programas voltados para o meio ambiente.

A Rio+20 teve como missão renovar compromissos com o desenvolvimento sustentável em meio a urgências ambientais, sociais, econômicas e políticas que travam a definição de metas para evitar degradação do meio ambiente.

A reunião foi denominada Rio+20, remetendo justamente às duas décadas decorridas de um dos maiores eventos mundiais que o Rio de Janeiro já sediou: a Eco-92. O evento de 92 se tornou referência para todos os que acreditam que o desenvolvimento pode ser sustentável e que se preocupam com as condições de sobrevivência futura no planeta.

Em 1992, na Eco-92, chefes de Estado e governo de mais de 170 países realizaram uma das conferências mais produtivas que a ONU já promoveu, dando origem a cinco documentos que servem de base para as negociações que envolvem o meio ambiente até hoje, entre eles a Agenda 21.

Com gazetaweb.com 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO