Com gol de Barcos nos acréscimos, Grêmio vence o Atlético/PR e entra de vez na briga pelo G-4

Após primeiro tempo morno, com chances isoladas para cada equipe, Tricolor volta melhor na etapa final, marca com o Pirata, e agora seca o Corinthians para seguir entre os líderes    

RS - FUTEBOL/CAMPEONATO BRASILEIRO 2014/GREMIO X ATLETICO-PR - ESPORTES - Barcos, jogador do Gremio, disputa a bola com jogador do Atletico-PR, durante partida valida pelo Campeonato Brasileiro 2014, disputada na noite desta quarta-feira, na Arena. FOTO:
RS - FUTEBOL/CAMPEONATO BRASILEIRO 2014/GREMIO X ATLETICO-PR - ESPORTES - Barcos, jogador do Gremio, disputa a bola com jogador do Atletico-PR, durante partida valida pelo Campeonato Brasileiro 2014, disputada na noite desta quarta-feira, na Arena. FOTO: (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Por Danilo Di Grado

Na noite desta quarta-feira, Grêmio e Atlético/PR se enfrentaram pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, na Arena do Grêmio, localizada na cidade de Porto Alegre. O placar encerrou-se em 1 a 0 para o Imortal. Com o resultado, o Tricolor pulou para a quarta posição, somando agora 34 pontos, enquanto o Furacão caiu para a 11ª colocação, com 25 pontos conquistados.

Na próxima rodada, o Grêmio encara o Atlético Mineiro, domingo, às 18h30 (de Brasília). Já o Atlético/PR encara Vitória, no mesmo dia e horário.

O JOGO

Fazendo valer o fator casa, o Grêmio iniciou a partida indo pra cima do Atlético/PR. No entanto, as investidas em cruzamentos foram todas em vão, sem preocupações para o goleiro rival, Weverton, até meados dos dez minutos.

Com o tempo correndo, apesar do domínio na posse de bola, o Tricolor não conseguia criar jogadas mais elaboradas para oferecer perigo ao Rubro-negro. Com isso, o adversário aproveitou para finalizar o primeiro chute a gol, aos 20 minutos, porém, a bola de Marcelo subiu demais para alívio de Marcelo Grohe.

Sem deixar que os visitantes crescessem na partida, o Grêmio, aos 21 minutos, foi a vez de Ramiro chutar para boa defesa de Weverton. Na sequência do lance, Barcos tentou o arremate, mas a redonda saiu ao lado da trave do Furacão.

O jogo começou a ganhar um pouco mais de movimentação após os lances de ambas as equipes. Porém, quem chegou novamente foi o Atlético, desta vez, aos 36 minutos, após bom cruzamento de Natanael, Marcelo cabeceou bonito, mas a bola passou por cima do gol de Grohe. 

Buscando uma reação e até mesmo um gol ainda no primeiro tempo, Felipão decide tirar Wallace para colocar em seu lugar o meio-campista Giuliano. Mas quem teve a última opotunidade foi o clube paranaense com Willian Rocha e Dellatorre tentaram a cabeça, porém, o arqueiro gremista fez um linda defesa evitando o gol. Nos acréscimo os times se respeitaram deixando fácil para o arbitro Marcelo de Lima Henrique finalizar os 45 minutos iniciais.

Com o início da segunda etapa, o Grêmio assim como no primeiro tempo, foi pra cima do Furacão. Logo aos quatro minutos, Barcos tenta o passe na área para Dudu, porém, o atacante acabou furando a bola para lamentação dos torcedores presentes. Aos dez minutos, vendo a pressão dos donos da casa, Claudinei foi obrigado a promover sua primeira alteração no jogo, tirando Nathan, que sai lesionado, para colocar em seu lugar o lateral Sidcley.

A substituição a princípio não havia dado nenhum benefício ao Atlético/PR, já que o Grêmio seguia com a posse de bola maior. Aos 17 minutos, foi a vez de Felipão colocar gás novo ao poder ofensivo do Imortal, tirando Luan e colocando em seu lugar Fernandinho.

Porém, aos 19 minutos, foi o Rubro-negro quem conseguiu novamente chegar com perigo. O atacante Marcelo tentou surpreender o goleiro Marcelo Grohe, porém, a bola acabou passando muito próxima ao travessão. Aos 21 minutos, Claudinei opta por tirar seu atacante Dellatorre, para colocar em seu lugar seu companheiro, Mosquito.

Até os 30 minutos, o Grêmio mantinha a pressão no campo de ataque do rival, porém, não conseguia finalizar e oferecer real perigo ao camisa 12 do Furacão. Aos 35, uma ótima oportunidade para o Imortal com Barcos, porém, o atacante não soube aproveitar e perdeu o domínio da redonda.

Na ansiedade de marcar nos minutos finais, as equipes ainda tiveram boas chances. Primeiro os donos da casa, aos 43 minutos, com Zé Roberto, na sequência, aos 45, Willian Rocha não consegue aproveitar a chance para finalizar. 

Quando tudo parecia resolvido, aos 46 minutos, eis que surge Hernán Barcos, em uma linda matada no peito após levantamento na área, virou bonito para a bola morrer no fundo das redes de Weverton, tirando o zero do marcador na Arena, com direito a muita festa nas arquibancadas. Após o gol, o árbitro carioca decidiu encerrar a peleja, com o placar de 1 a 0 para o Imortal, que consegue temporariamente sua vaga no G-4 da competição.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247