Com gol de Love, Flamengo derrota o Emelec por 1 a 0

Muita dedicao, mas pouca qualidade tcnica e muito, mas muito nervosismo dentro de campo levaram a torcida a vaiar metade da equipe, com especial ateno a Ronaldinho Gacho

Com gol de Love, Flamengo derrota o Emelec por 1 a 0
Com gol de Love, Flamengo derrota o Emelec por 1 a 0 (Foto: WAGNER MEIER/AGÊNCIA ESTADO)

Coração. Eis a palavra para definir a vitória do Flamengo. Foi com o coração de Renato Abreu em mente que os jogadores rubro-negros entraram em campo para enfrentar o Emelec (Equador) nesta quinta-feira, no Engenhão, pela Copa Libertadores, com camisas em homenagem ao meia, afastado por problemas cardíacos. A vitória magra por 1 a 0, contra um time com um jogador a menos durante 45 minutos, também refletiu tal estado de espírito.

Muita dedicação, pouca qualidade técnica e muito, mas muito nervosismo dentro de campo e nas arquibancadas. A massa rubro-negra dedicou o segundo tempo a vaiar metade da equipe, com especial atenção a Ronaldinho Gaúcho, hostilizado com xingamentos. O técnico Joel Santana também mereceu apupos, por ter escalado um time com três zagueiros e sacado Deivid do ataque.

Nem mesmo o fato de o triunfo ter levado o Flamengo à liderança do Grupo 2, com 4 pontos, um mais que os equatorianos e o Olímpia, próximo adversário, no dia 15, no mesmo Engenhão, apaziguou o ânimo exaltado das arquibancadas. "Jogamos bem. Acho que essas vaias são injustas", disse David Braz. "Hoje (quinta) foi um jogo de um gol só, mas o importante foram os três pontos" destacou Vágner Love, o herói de uma noite sofrida, com o seu quinto gol em seis jogos pelo clube, em lampejo de Ronaldinho Gaúcho.

A realidade é que os jogadores brasileiros entraram em campo com o coração na boca. Podia-se sentir a tensão no ar. O esquema com três zagueiros tinha pouco efeito prático. Ficou ainda pior quando Leonardo Moura saiu aos 28 minutos com lesão na coxa direita. O inofensivo Negueba entrou em seu lugar, sob os gritos de burro para Joel Santana.

No desfigurado meio de campo, a jovem dupla Muralha, 19 anos, e Luiz Antônio, de 20, se destacou. Foram dois leões e mostraram frieza de veteranos. Apagado, a moral de Ronaldinho Gaúcho está tão em baixa com a torcida que quando houve uma falta próxima a área, o coro foi por Bottinelli. O craque brasileiro cobrou com perigo.

Único desenvolvimento positivo para o time da casa foi a expulsão de Pavon no fim da primeira etapa, por cotovelada em Welinton. Joel Santana, então, sacou o zagueiro Welinton e lançou Deivid.

Bastou as estrelas reluzirem ao menos uma vez. Vágner Love para Ronaldinho Gaúcho, para Vágner Love, para as redes, aos 3 minutos. Bela jogada. Apesar da assistência, os torcedores seguiam na bronca com o meia. Quando o craque tentou um passe com o ombro e outro com o calcanhar e errou, vaias e xingamentos para o camisa 10. Uma pequena parte das arquibancadas tentava contra-atacar com incentivo.

O jogo seguia assim, nervoso, tenso e com nenhuma margem para erro. E um deles poderia ter sido fatal. Aos 44 minutos, Bottinelli arriscou de longe, o goleiro Dreer espalmou e Negueba perdeu lance impossível. Menos mal que o adversário, com 10 homens e de menor categoria, não apresentou necessária vontade de buscar o empate.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 x 0 EMELEC-EQU

FLAMENGO - Paulo Victor; Welinton (Deivid), González e David Braz; Leonardo Moura (Negueba), Muralha, Luiz Antônio, Bottinelli e Junior Cesar; Ronaldinho Gaúcho e Vágner Love. Técnico: Joel Santana.

EMELEC-EQU - Dreer; José Quiñónez (Carlos Quiñónez), Achilier e Bagui; Pedro Quiñónez, Giménez, Gaibor, Valencia e Mondaini (Iza); Figueroa (Vigneri) e Pavon. Técnico: Marcelo Fleitas.

GOL - Vágner Love, aos 3 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Bottinelli (Flamengo); Pedro Quiñonez e Carlos Quiñonez (Emelec-EQU).

CARTÃO VERMELHO - Pavon (Emelec-EQU).

ÁRBITRO - Dario Ubiaco (Fifa-Uruguai).

RENDA - R$ 741.859,00.

PÚBLICO - 27.826 pagantes (31.859 no total).

LOCAL - Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247