Com pinta de candidato, Meirelles visita feira do agronegócio

O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, visitou na manhã desta quinta-feira (12) a feira do agronegócio “Tecnoshow Comigo”, em Rio Verde, ao lado do pré-candidato ao governo de Goiás Daniel Vilela; Meirelles tem se colocado como possível candidato à presidência da República; Meirelles afirmou que acredita que o candidato do centro deve ser escolhido pelo eleitor e não por um “acordo de bastidor”; “Vamos chegar em agosto, setembro com um quadro muito melhor definido”

O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, visitou na manhã desta quinta-feira (12) a feira do agronegócio “Tecnoshow Comigo”, em Rio Verde, ao lado do pré-candidato ao governo de Goiás Daniel Vilela; Meirelles tem se colocado como possível candidato à presidência da República; Meirelles afirmou que acredita que o candidato do centro deve ser escolhido pelo eleitor e não por um “acordo de bastidor”; “Vamos chegar em agosto, setembro com um quadro muito melhor definido”
O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, visitou na manhã desta quinta-feira (12) a feira do agronegócio “Tecnoshow Comigo”, em Rio Verde, ao lado do pré-candidato ao governo de Goiás Daniel Vilela; Meirelles tem se colocado como possível candidato à presidência da República; Meirelles afirmou que acredita que o candidato do centro deve ser escolhido pelo eleitor e não por um “acordo de bastidor”; “Vamos chegar em agosto, setembro com um quadro muito melhor definido” (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal Opção (Mayara Carvalho) - O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, visitou na manhã desta quinta-feira (12) a feira do agronegócio “Tecnoshow Comigo”, em Rio Verde, ao lado do pré-candidato ao governo de Goiás Daniel Vilela. Meirelles tem se colocado como possível candidato à presidência da República.

Apontado como candidato do centro que pode atrair votos de eleitores insatisfeitos com os de extrema direita ou esquerda, Meirelles falou, em entrevista coletiva, sobre a fragmentação das candidaturas.

“Esse problema de pulverização será resolvido pelos eleitores que vão verificando quais sãos os candidatos que possuem mais potencial de crescimento. Está muito cedo pra isso e cada um está fazendo a sua escolha. Ou não. A população está indecisa e não necessariamente gosta dos extremos, mas também não escolheu um candidato razoável, de bom senso, adequado”, especulou.

O ex-ministro ainda afirmou que acredita que o candidato do centro deve ser escolhido pelo eleitor e não por um “acordo de bastidor”. “Vamos chegar em agosto, setembro com um quadro muito melhor definido”, finalizou.

Ao ser perguntado sobre a parceria com Daniel Vilela, Meirelles se mostrou otimista. “Essa dobradinha é forte e vitoriosa”.

Para ficar livre para concorrer nas próximas eleições, Meirelles se desincompatibilizou do cargo de ministro na última semana.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247