Começa a retirada da carga de naufrágio na Nova Zelândia

No cargueiro encalhado no dia 5 de outubro permanecem cerca de 1.280 contineres, alguns com substncias de alta toxicidade

Começa a retirada da carga de naufrágio na Nova Zelândia
Começa a retirada da carga de naufrágio na Nova Zelândia (Foto: HO/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com agências internacionais - As equipes de emergência anunciaram nesta segunda-feira o início da fase de retirada dos contêineres do cargueiro Rena, que causou uma catástrofe ecológica ao naufragar no dia 5 de outubro perto do litoral norte da Nova Zelândia. As informações são da agência Efe.

No cargueiro encalhado permanecem cerca de 1.280 contêineres, alguns dos quais levam substâncias de alta toxicidade. As autoridades zelandesas qualificaram esta segunda fase da missão como de "extremada complexidade" para evitar novos vazamentos ao mar.

O Rena continha cerca de 1.733 toneladas de combustível quando encalhou no recife de Astrolabe, a cerca de 12 quilômetros da cidade portuária de Tauranga, na ilha do Norte.

Cerca de 350 toneladas de combustível vazaram e a maré negra causou a morte de pelo menos 1.946 aves.

As autoridades acusaram o capitão do Rena e o segundo oficial de causar o naufrágio ao realizar uma manobra brusca para encurtar a rota.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email