Comissão discute padrão de endereçamento em Palmas

Comissão criada para realizar discussões e estudos visando a uma definição do padrão de endereçamento em Palmas se reuniu tarde desta quarta-feira, 26; secretário Christian Zini, presidente da comissão, disse que um levantamento para apontar a melhor decisão a ser tomada quanto ao endereçamento dos imóveis em Palmas; debate sugerido pelo vereador Milton Néris (PR) avança

Comissão criada para realizar discussões e estudos visando a uma definição do padrão de endereçamento em Palmas se reuniu tarde desta quarta-feira, 26; secretário Christian Zini, presidente da comissão, disse que um levantamento para apontar a melhor decisão a ser tomada quanto ao endereçamento dos imóveis em Palmas; debate sugerido pelo vereador Milton Néris (PR) avança
Comissão criada para realizar discussões e estudos visando a uma definição do padrão de endereçamento em Palmas se reuniu tarde desta quarta-feira, 26; secretário Christian Zini, presidente da comissão, disse que um levantamento para apontar a melhor decisão a ser tomada quanto ao endereçamento dos imóveis em Palmas; debate sugerido pelo vereador Milton Néris (PR) avança (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - A Comissão criada para realizar discussões e estudos visando a uma definição do padrão de endereçamento em Palmas se reuniu tarde desta quarta-feira, 26, na Secretaria Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (SMAMTT).

Para o secretário Christian Zini, presidente da comissão, a intenção é fazer um levantamento para apontar a melhor decisão a ser tomada quanto ao endereçamento dos imóveis em Palmas.

A secretária de Desenvolvimento Urbano Sustentável, Germana Pires, garantiu que na próxima reunião, agendada para quinta-feira, 4, serão apresentado diagnósticos dos principais problemas que foram levantados nas quadras; posposta do que precisa ser feito e uma previsão orçamentária.

A SMAMTT ficou responsável por apresentar um levantamento orçamentário das placas de endereçamento, e as demais entidades participantes ficaram de apresentar um estudo memorial, com a melhor decisão a ser tomada.

Participaram do encontro a SMAMTT, a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, a Secretaria de Finanças, o Instituto de Planejamento Urbano de Palmas, representantes dos Correios, da Câmara Municipal de Palmas e da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Tocantins (ANOREG/TO).

Essa foi a primeira reunião, após a instituição da Comissão Especial, através do Decreto de nº 885, publicado no Diário Oficial do dia 29 de outubro de 2014.

Leia também: Néris propõe debate sobre nomenclatura de endereços de Palmas

Comissão vai discutir endereços de Palmas

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247