Comurg gasta R$ 9,5 mi com aluguel de caminhões

Frota de veículos da companhia responsável pela coleta de lixo na Capital é antiga e está sucateada; prefeitura é obrigada a locar caminhões para atender demanda; frota própria da Comurg é de 56 veículos, mas apenas 16 estão em circulação

Comurg gasta R$ 9,5 mi com aluguel de caminhões
Comurg gasta R$ 9,5 mi com aluguel de caminhões
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ A Comurg, companhia da prefeitura de Goiânia responsável pela coleta de lixo, se vê obrigada a locar veículos para atender à demanda da Capital. O custo do serviço chega aos R$ 9,5 milhões e a locação começou a ser realizada no final de 2011 com 19 caminhões. Hoje já são 54. É o que revela reportagem do jornal O Popular.

A matéria informa que a frota própria da Comurg é de 56 veículos, no entanto apenas 16 estão em circulação em condições ruins. A falta de caminhões, a ausência de funcionários no final do ano e a dificuldade de manutenção dos veículos ajudam a explicar a crise na limpeza urbana da Capital com lixo espalhado pelas ruas. 

No ano passado a prefeitura abriu licitação para comprar 70 caminhões, mas primeiro o contrato foi questionado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e agora está parado porque a prefeitura não tem dinheiro.

Os contratos de locação de caminhões de lixo começaram em dezembro de 2011, quando a prefeitura alugou 19 caminhões da Delta Construções, afirma a reportagem de O Popular.

Em setembro de 2012 a prefeitura locou 25 com a Lopac Locadora de Veículos e Equipamentos, no valor de R$ 3,8 milhões. Em dezembro, renovou com a MSA, passando a locação para 29 veículos, e aumentando o valor do contrato de R$ 3,7 milhões para R$ 5,6 milhões.

A reportagem de O Popular explica as razões para a pane na coleta de lixo e causou tanto transtorno aos cidadãos no final de 2012 e início de 2013. A frota da prefeitura é antiga e sucateada, sendo assim grande parte passa mais tempo na manutenção.

Os caminhões alugados têm capacidade menor de compactação do lixo, o que faz com que eles tenham que fazer mais viagens para completar os trechos de coleta definidos pela prefeitura. Somada a essa questão estrutural houve o fato de que trabalhadores da Comurg estavam em férias e muitos não foram trabalhar.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email