Concurso para 2,5 mil vagas na PM será de nível superior

Governador Marconi Perillo e o secretário José Eliton estiveram reunidos nesta terça-feira com a cúpula da Segurança Pública; em quase duas horas, na sede da SSP, Marconi recebe relatórios, discutiu e cobrou propostas de ações para a constante melhoria da segurança do cidadão goiano; Eliton afirmou que o concurso público para convocação de 2,5 mil homens para Polícia Militar será para nível superior, conforme foi decidido com entidades e representantes da área 

marconi eliton
marconi eliton (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O governador Marconi Perillo promoveu, na manhã desta terça-feira, mais uma reunião com integrantes da administração estadual, com vistas à atualização das pautas públicas, desta vez, na sede Secretaria de Segurança Pública, ao lado do titular da pasta e vice-governador, José Eliton.

Na reunião de quase duas horas, Marconi debateu com os auxiliares os principais temas do setor, propondo, juntamente com José Eliton, as ações necessárias. Ao final do encontro, o governador se disse bastante satisfeito, haja vista o leque de assuntos e as medidas definidas ou em definição. “Foi um encontro bastante proveitoso”, afirmou.

Os participantes do encontro apresentaram ao governador relatório com os atuais indicadores do combate à criminalidade, bem como as atuações futuras, além do detalhamento das condições financeiras da Secretaria, fundamentais para a definição do investimento em tecnologia e ferramentas de inteligências.

Entre os resultados apresentados foi citada a Operação Esfacela, que quebrou, no interior dos presídios, o comando dos crimes de furto e roubo a bancos. Outra pauta em discussão foi a presença mais ostensiva, já em curso, da Polícia Militar, sempre com o aparato de inteligência da Polícia Civil, bem como a parceria com os demais órgãos estaduais, a exemplo da Secretaria da Fazenda e do Procon.

Concursos

Também na reunião foi abordado o projeto da Lei do Desmanche, que deverá ser enviada em breve à Assembleia Legislativa, e do novo concurso público com 3 mil vagas, para as Polícias Militar e Civil. Em especial, possíveis mudanças na exigência de curso superior, em vez de nível médio, para a classe de entrada nas corporações, e a redução do interstício de cinco para quatro anos da progressão na carreira.

As ações de combate ao Novo Cangaço, que na noite de domingo atacou a cidade de Mara Rosa, não poderiam deixar de ser debatidas. Além do reforço do policiamento, incluindo das forças de Comando de Operações de Divisas (COD), na região norte, detalhes não foram divulgados – por questões estratégicas. Por fim, a reunião ainda foi pautada pelas obras dos IMLs de Aparecida de Goiânia, Itumbiara, Águas Lindas e Luziânia; e de presídios, como o de Anápolis.

Participaram da reunião com o governador Marconi Perillo e o vice e secretário José Eliton o comandante geral da PM, Divino Alves; o delegado geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio; o superintendente de ações integradas da SSP, Emannuel Henrique; o subcomandante dos Bombeiros, Divino Aparecido de Melo; os superintendentes da Polícia Técnico-Científica, Rejane Barcelos; do Procon Goiás, Darlene Araújo; e de Gestão e Finanças da SSP, Luciana Daher.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247