Condenado por calúnia, petista se retrata diante de Marconi

Em audiência judicial realizada na manhã de hoje, o ex-deputado estadual Mauro Rubem (PT) se retratou de calúnias que proferiu contra o governador Marconi Perillo (PSDB) em junho de 2013, em seu perfil no Twitter; na época, o então parlamentar acusou Marconi do crime de formação de quadrilha, sem mostrar provas; Rubem disse hoje que ”me equivoquei ao caluniar e injuriar o governador de Goiás”, que “a acusação foi injusta”; Marconi aceitou a retratação, que foi seguida por um acordo judicial: Mauro Rubem ainda terá de fazer uma doação de R$ 10 mil em remédios ao Hospital do Câncer

Em audiência judicial realizada na manhã de hoje, o ex-deputado estadual Mauro Rubem (PT) se retratou de calúnias que proferiu contra o governador Marconi Perillo (PSDB) em junho de 2013, em seu perfil no Twitter; na época, o então parlamentar acusou Marconi do crime de formação de quadrilha, sem mostrar provas; Rubem disse hoje que ”me equivoquei ao caluniar e injuriar o governador de Goiás”, que “a acusação foi injusta”; Marconi aceitou a retratação, que foi seguida por um acordo judicial: Mauro Rubem ainda terá de fazer uma doação de R$ 10 mil em remédios ao Hospital do Câncer
Em audiência judicial realizada na manhã de hoje, o ex-deputado estadual Mauro Rubem (PT) se retratou de calúnias que proferiu contra o governador Marconi Perillo (PSDB) em junho de 2013, em seu perfil no Twitter; na época, o então parlamentar acusou Marconi do crime de formação de quadrilha, sem mostrar provas; Rubem disse hoje que ”me equivoquei ao caluniar e injuriar o governador de Goiás”, que “a acusação foi injusta”; Marconi aceitou a retratação, que foi seguida por um acordo judicial: Mauro Rubem ainda terá de fazer uma doação de R$ 10 mil em remédios ao Hospital do Câncer (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Em audiência judicial realizada na manhã desta quinta-feira, o ex-deputado estadual Mauro Rubem (PT) se retratou de calúnias que proferiu contra o governador Marconi Perillo (PSDB) em junho de 2013, em seu perfil no Twitter.

Na época, o então parlamentar acusou Marconi do crime de formação de quadrilha, sem mostrar provas. O governador entrou com uma ação de reparação de danos morais contra o ex-deputado.

Na audiência desta manhã, no gabinete do juiz Ricardo Teixeira Lemos, da 7ª Vara Cível, Mauro Rubem mudou de opinião.

Na presença de Marconi, que compareceu acompanhado pelo seu advogado João Paulo Bzerzinsky, o petista se retratou e disse por escrito que ”me equivoquei ao caluniar e injuriar o governador de Goiás”, que “a acusação foi injusta” e que reconhecia publicamente que “o governador nunca participou de formação de quadrilha ou de qualquer crime por mim indicado erroneamente na postagem no Twitter”.

Diante da manifestação do ex-deputado, Marconi aceitou a retratação, que foi seguida por um acordo judicial: Mauro Rubem ainda terá de fazer uma doação de R$ 10 mil em remédios ao Hospital do Câncer e publicar a retratação, com destaque, na sua conta no Twitter. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email