Conselho de Direitos Humanos acata denúncia da OAB contra Bolsonaro

O Conselho Nacional dos Direitos Humanos acolheu proposta do presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Coêlho, que levou pedido de representação do presidente da OAB-Bahia, Luiz Viana, contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) 'por quebra de decoro parlamentar e incitamento ao crime de estupro'

Sal�o Verde
Entrevista
Dep. Jair Bolsonaro fala sobre comissao da verdade

05.05.2010
Sal�o Verde Entrevista Dep. Jair Bolsonaro fala sobre comissao da verdade 05.05.2010 (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O Conselho Nacional dos Direitos Humanos acolheu nesta quinta-feira (11) proposta do presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Coêlho, que levou pedido de representação do presidente da OAB-Bahia, Luiz Viana Queiroz, contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) 'por quebra de decoro parlamentar e incitamento ao crime de estupro'.

O parlamentar conservador que clama por retorno da ditadura militar disse na terça-feira (9) que só não estupra a deputada Maria do Rosário (PT-RS) por que ela "não merece".

Ele já havia dito essa mesma frase à parlamentar em 2003, em uma discussão no corredor da Câmara. Instaurado no último mês de junho, o Conselho Nacional dos Direitos Humanos é vinculado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e tem em sua composição 11 representantes do poder público e 11 membros de organizações da sociedade civil.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247