Contadora diz que deu R$ 300 mil em espécie a Argôlo

A ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Pozza, disse em depoimento à Justiça Federal que entregou dinheiro em espécie ao então deputado Luiz Argôlo (SD), que está preso em Curitiba em decorrência da operação Lava Jato; a entrega do valor, "aproximadamente" R$ 300 mil, segundo Meire, aconteceu no escritório de Youssef em São Paulo, em 2013; "Houve uma ocasião em que ele (Argôlo) estava lá (na sede da GFD Investimentos, empresa de fachada de Youssef). Eu ia levar dinheiro para o Alberto e ele (Argôlo) estava lá aguardando esse dinheiro. Então, o Alberto me falou isso: 'ó você tem que trazer, ele está aqui aguardando dinheiro'"

A ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Pozza, disse em depoimento à Justiça Federal que entregou dinheiro em espécie ao então deputado Luiz Argôlo (SD), que está preso em Curitiba em decorrência da operação Lava Jato; a entrega do valor, "aproximadamente" R$ 300 mil, segundo Meire, aconteceu no escritório de Youssef em São Paulo, em 2013; "Houve uma ocasião em que ele (Argôlo) estava lá (na sede da GFD Investimentos, empresa de fachada de Youssef). Eu ia levar dinheiro para o Alberto e ele (Argôlo) estava lá aguardando esse dinheiro. Então, o Alberto me falou isso: 'ó você tem que trazer, ele está aqui aguardando dinheiro'"
A ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Pozza, disse em depoimento à Justiça Federal que entregou dinheiro em espécie ao então deputado Luiz Argôlo (SD), que está preso em Curitiba em decorrência da operação Lava Jato; a entrega do valor, "aproximadamente" R$ 300 mil, segundo Meire, aconteceu no escritório de Youssef em São Paulo, em 2013; "Houve uma ocasião em que ele (Argôlo) estava lá (na sede da GFD Investimentos, empresa de fachada de Youssef). Eu ia levar dinheiro para o Alberto e ele (Argôlo) estava lá aguardando esse dinheiro. Então, o Alberto me falou isso: 'ó você tem que trazer, ele está aqui aguardando dinheiro'" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Pozza, disse em depoimento à Justiça Federal que entregou dinheiro em espécie ao então deputado federal baiano Luiz Argôlo (SD), que está preso em Curitiba em decorrência da operação Lava Jato, que investiga esquema de propina em contratos de empreiteiras com a Petrobras.

A entrega do valor, "aproximadamente" R$ 300 mil, segundo Meire, aconteceu no escritório de Youssef em São Paulo, em 2013.

"Houve uma ocasião em que ele (Argôlo) estava lá (na sede da GFD Investimentos, empresa de fachada de Youssef). Eu ia levar dinheiro para o Alberto e ele (Argôlo) estava lá aguardando esse dinheiro. Então, o Alberto me falou isso: 'ó você tem que trazer, ele está aqui aguardando dinheiro'".

O depoimento de Meire ocorreu ontem (23) na Justiça Federal no Paraná. Ela depôs como testemunha de acusação em dois processos contra Luiz Argôlo e contra o ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), que também está preso.

Os ex-deputados são acusados de receber propinas do esquema de corrupção.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247