Continua risco de temporais, alerta Defesa Civil

As fortes chuvas acompanhadas de vento, que atingiram diversas regiões do Rio Grande do Sul podem prosseguir nas próximas 24 horas, segundo alerta feito pela Defesa Civil do Estado; a previsão é que a instabilidade continue nesta quinta; segundo a Defesa Civil, as chuvas mais fortes e o maior risco de temporais se concentram nos municípios que fazem fronteira com a Argentina e o Uruguai e também no leste e centro do Estado

As fortes chuvas acompanhadas de vento, que atingiram diversas regiões do Rio Grande do Sul podem prosseguir nas próximas 24 horas, segundo alerta feito pela Defesa Civil do Estado; a previsão é que a instabilidade continue nesta quinta; segundo a Defesa Civil, as chuvas mais fortes e o maior risco de temporais se concentram nos municípios que fazem fronteira com a Argentina e o Uruguai e também no leste e centro do Estado
As fortes chuvas acompanhadas de vento, que atingiram diversas regiões do Rio Grande do Sul podem prosseguir nas próximas 24 horas, segundo alerta feito pela Defesa Civil do Estado; a previsão é que a instabilidade continue nesta quinta; segundo a Defesa Civil, as chuvas mais fortes e o maior risco de temporais se concentram nos municípios que fazem fronteira com a Argentina e o Uruguai e também no leste e centro do Estado (Foto: Leonardo Lucena)

Sul 21 - As fortes chuvas acompanhadas de vento, que atingiram diversas regiões do Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (4), podem prosseguir nas próximas 24 horas, segundo alerta feito pela Defesa Civil do Estado. A previsão é que a instabilidade continue nesta quinta. Segundo a Defesa Civil, as chuvas mais fortes e o maior risco de temporais se concentram nos municípios que fazem fronteira com a Argentina e o Uruguai e também no leste e centro do Estado.

Entre a noite de quinta e sexta-feira, a frente fria se desloca em direção ao Sudeste do país, mas ainda provoca chuva nas áreas mais ao norte do Rio Grande do Sul. As chuvas mais significativas com possibilidade de temporais se concentram especialmente entre o noroeste e nordeste passando pelo norte do Estado (divisa com SC). Para Porto Alegre e Novo Hamburgo, há risco de enxurradas. Municípios da região metropolitana, como Eldorado do Sul, Sapucaia e São Jerônimo também correm o risco de serem atingidos por fortes chuvas.

Porto Alegre viveu um período de caos no trânsito, no final da tarde, após o temporal que se abateu sobre a cidade. Diversas ruas ficaram alagadas rapidamente. Na esquina da Lima e Silva com a República, o vento derrubou uma grande árvore e provocou bloqueio total do trânsito naquela área. O mesmo aconteceu na esquina da Corte Real com a Felipe de Oliveira. Por volta das 17h, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) registrava mais de 30 pontos de alagamento na cidade.

O temporal afetou também o fornecimento de energia em diversos bairros. No final da tarde, segundo a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), cerca de 70 mil clientes, nos bairros Rio Branco, Floresta e Passo da Areia estavam sem energia. Em todo o Estado, mais de 150 mil clientes estavam sem energia até o final da tarde.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247