Contra a seca, Governo amplia frota de carros-pipa

O Ministério da Integração Nacional aumentará em 30% a frota de carros-pipa no Sertão nordestino, que passará a contar com seis mil caminhões, para ajudar a levar água à população atingida pela seca, considerada a maior dos últimos 50 anos; em todo o semi-árido do Nordeste, mais de 3,5 milhões de pessoas são atendidas por carros-pipa em 763 municípios

Contra a seca, Governo amplia frota de carros-pipa
Contra a seca, Governo amplia frota de carros-pipa (Foto: (1809))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena_PE247 – O Ministério da Integração Nacional aumentará em 30% a frota de carros-pipa no Sertão nordestino, que passará a contar com seis mil caminhões, para ajudar a levar água à população atingida pela seca, considerada a maior dos últimos 50 anos da região. Em todo o semiárido do Nordeste, mais de 3,5 milhões de pessoas são atendidas por carros-pipa em 763 municípios. Em Pernambuco, já são 826 veículos desta natureza que circulam em 92 das 184 cidades do Estado, beneficiando 578.943 pessoas.

Esta medida está sendo executada em paralelo com várias outras ações emergenciais anunciadas recentemente pela presidente Dilma Rousseff (PT) para amenizar os efeitos da estiagem. Na reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste, no último dia 2, a chefe do Executivo federal anunciou um pacote de R$ 9 bilhões, que se somou aos R$ 7,6 bilhões já investidos pelo governo.

No caso dos carros-pipa, por exemplo, serão investidos R$ 71,5 milhões por mês. O governo anunciou, ainda, a instalação de 750 mil cisternas, sendo 130 mil até junho e 240 mil até dezembro de 2013. Quanto à perfuração dos poços, o Executivo federal tem como objetivo perfurar 1,1 mil novos poços e recuperar outros 1,4 mil.

No que diz respeito à ajuda financeira aos agricultores, serão investidos R$ 85 milhões por mês enquanto a seca durar. As famílias passarão a receber mensalmente valores entre R$ 140,00 e R$ 155,00. Cerca de 769 mil agricultores em 1.015 municípios são contemplados pelo programa. Com relação ao Bolsa Estiagem, as famílias continuarão recebendo R$ 80,00 o que demandará um investimento de R$ 87,7 milhões/mês.

No caso do fornecimento de milho, principal fonte de energia para o gado, serão distribuídas 340 mil toneladas nos meses de abril e maio O governo já havia distribuído 370 mil toneladas de janeiro a março deste ano, o que beneficiou 113 mil agricultores.

Com o objetivo de ajudar os atingidos pela estiagem, o governo anunciou a ampliação das linhas de crédito em R$ 350 milhões, cravando os R$ 2,75 bilhões que serão desembolsados, gradualmente. Até então, a verba correspondente à linha de crédito chegava a R$ 2,4 bilhões, com 293 mil operações contratadas.

Além disso, cada um dos municípios 1.415 municípios que sofrem os feitos da seca receberão uma retroescavadeira, um pipa (que faz parte do aumento da frota em 30%), um caminhão-caçamba, uma motoniveladora e uma pá carregadeira. Neste quesito, o investimento chegará a R$ 2,1 bilhões, sendo R$ 1,46 milhão para cada cidade.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247