Contra Jackson, grupo de Amorim cria factóides e monta intrigas

Nesta semana, Eduardo Amorim disse que Déda tem zelo pela coisa pública, o que o diferenciaria de Jackson, que seria uma "pessoa sem limites"; na quinta-feira, Gilmar Carvalho criou factóide com visita de Márcio Macêdo a Marcelo Déda; nesta sexta-feira, o mesmo Gilmar diz que Jackson quer exonerar três secretários ligados a Déda; temendo perder três deputados, oposição argumenta que mudança de lado não seria bem vista pela sociedade; também esperam que Jackson volte logo a condição de vice-governador

Contra Jackson, grupo de Amorim cria factóides e monta intrigas
Contra Jackson, grupo de Amorim cria factóides e monta intrigas

Valter Lima, do Sergipe 247 – É notório o desconforto do agrupamento liderado pelos irmãos Edivan e Eduardo Amorim com o exercício do mandato de governador pelo vice Jackson Barreto (PMDB), neste período em que o governador Marcelo Déda (PT) está afastado de suas funções por causa do tratamento contra o câncer gastrointestinal. Nesta semana isto ficou mais claro.

Na terça-feira (9), o senador Eduardo Amorim (PSC), em entrevista ao jornalista Joedson Telles, afirmou que Déda tem zelo com a coisa pública e limite no uso da caneta quando toma decisões enquanto governador (“a vida dele é pauta por isso”, afirmou), o que seria diferente de Jackson (“mas a gente sabe que outras pessoas não têm limites. Limite com o erário, com o que é público, com a caneta”, frisou).

Eduardo deu um exemplo: “caçambas de asfalto iam para Itabaiana tapar buracos e uma atitude política, a caneta funcionou e as caçambas não chegaram. Será que o cidadão de Itabaiana não paga imposto? Não contribui com a caneta que o cidadão assina? Com os móveis que ele utiliza no Palácio do Governo? Claro que sim”, disse, numa referência clara ao governador em exercício, que foi acusado recentemente pela oposição de impedir a ação do Governo em Itabaiana, cidade gerida pelo PSC.

A possibilidade de perder três deputados estaduais para a base governista tem tirado o sono dos Amorim. Tanto que eles esperam ansiosamente pelo retorno de Déda ao Governo, pois acreditam que assim Jackson perderá a condição de reconstruir a maioria na Assembleia Legislativa. Isto ficou muito claro com a criação de um factóide na noite desta quinta-feira (11) pelo NE Notícias (site comandado pelo radialista e suplente de deputado estadual Gilmar Carvalho). 

A partir de uma postagem feita pelo deputado federal Márcio Macêdo (PT) no Twitter dando conta de uma visita que fez ao governador em São Paulo, o site noticiou que Déda havia dito ao parlamentar quando reassumiria o Governo. Ao tomar conhecimento da notícia-especulação, Márcio voltou ao microblog para negá-la veementemente. Ainda assim, Gilmar Carvalho não recuou e manteve a falsa informação.

Dele também partiu a notícia de que Jackson deseja exonerar três secretários ligados ao governador Marcelo Déda – Silvio Santos, Oliveira Júnior e Pedro Lopes. A ideia, ao especular sobre o fato, é criar um ambiente de tensão dentro da base governista entre aqueles que são ligados ao PT e os que são do grupo do PMDB.

Outro indicativo da preocupação com a desarrumação que Jackson pode estar prestes a provocar no ninho da oposição é o discurso que vem sendo utilizado por setores da imprensa ligada aos Amorim de que a migração de deputados para o Governo não seria bem encarada pela sociedade. A ideia é tentar pressionar estes parlamentares através da opinião pública. No entanto, esquecem que a mudança de lado já ocorreu, em março do ano passado, quando os deputados do grupo do senador migraram para a oposição. Se voltarem ao Governo, eles estarão indo para a condição inicial, quando foram eleitos em 2010 na chapa que apoiou Marcelo Déda.

Especulações são próprias da política. São vistas como naturais. E esta tem sido hoje a principal arma da oposição. Lograrão êxito com este mecanismo? É cedo para dizer. No entanto, a preocupação excessiva que demonstram ter com o agir político de Jackson Barreto só reforça a perda do controle que Edivan Amorim sempre vangloriou ter sobre seu grupo. Ao que parece, diferentemente do que a oposição afirma, Jackson estaria sim a um passo de conquistar a maioria na Assembleia. 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247