Contra o preconceito, Sheik reforça preconceito

Atacante corintiano pede desculpas (???) por ter beijado outro homem e, reforçando estereótipos, disse que foi uma brincadeira já que “não é são-paulino”; Sheik se sentiu na obrigação de dar explicações à torcida organizada Gaviões da Fiel; a reunião aconteceu a portas fechadas no CT Joaquim Grava

Atacante corintiano pede desculpas (???) por ter beijado outro homem e, reforçando estereótipos, disse que foi uma brincadeira já que “não é são-paulino”; Sheik se sentiu na obrigação de dar explicações à torcida organizada Gaviões da Fiel; a reunião aconteceu a portas fechadas no CT Joaquim Grava
Atacante corintiano pede desculpas (???) por ter beijado outro homem e, reforçando estereótipos, disse que foi uma brincadeira já que “não é são-paulino”; Sheik se sentiu na obrigação de dar explicações à torcida organizada Gaviões da Fiel; a reunião aconteceu a portas fechadas no CT Joaquim Grava (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- Depois de um gesto “contra o preconceito”, atacante corintiano Emerson Sheik cometeu um deslize preconceituoso. Primeiro ao pedir desculpas pela publicação de uma foto em que deu selinho (beijo na boca) de outro homem (beijar outro homem é errado?); depois, ao afirmar que a bitoca era uma brincadeira, “até porque não sou são-paulino”, reforçando o preconceito contra a torcida adversária, como se homossexualidade fosse um problema.

Sheik se reuniu na sexta-feira (23) a portas fechadas com líderes da torcida organizada Gaviões da Fiel no CT Joaquim Grava. O tema do encontro foi o polêmico selinho que gerou grande repercussão nas redes sociais. Um dos participantes da 'bronca' disse que a conversa aconteceu de forma até que tranquila.

Em comunicado, a Gaviões da Fiel relata que Emerson Sheik disse aos torcedores que não imaginava o tamanho da repercussão que a foto tomou e se lamentou pelo ocorrido. "Lamento se ofendi a torcida do Corinthians, não foi a minha intenção. Foi só uma brincadeira com um amigo, até porque eu não sou são-paulino", disse o atacante, em comunicado veiculado pela torcida organizada.

Na segunda-feira, quando veio à tona a foto do beijo, integrantes da Camisa 12, outra organizada do Corinthians, foram ao CT para protestar contra o comportamento do jogador. Relacionado para a partida de domingo contra o Vasco, Emerson vai usar uma chuteira nova com os dizeres: "Fora preconceito" e "Gentileza".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email