Copa sem aeroportos

Ipea confirma o que j se sabia: as reformas de nove dos 13 terminais areos no estaroconcludasem 2014

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O governo brasileiro não gostou quando a Fifa demonstrou publicamente sua insatisfação com o ritmo das obras para a Copa do Mundo de 2014, cuja sede será o Brasil. Agora, um órgão oficial confirma: pelo menos 9 dos 13 aeroportos brasileiros que estão em obras não devem estar concluídos antes do evento. A informação consta do estudo “Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações”, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta quinta-feira, 14. “Constata-se uma situação preocupante, uma vez que os prazos estimados pela Infraero dificilmente serão cumpridos”, diz a nota.

Os casos mais preocupantes, segundo o Ipea, são os dos aeroportos de Manaus, Fortaleza, Brasília, Guarulhos, Salvador, Campinas, Cuiabá, Confins (Minas Gerais) e Porto Alegre. O terminal de Curitiba provavelmente ficará pronto, “se não houver qualquer atraso no cronograma previsto”. No Galeão, Rio de Janeiro, as obras correm em ritmo adequado, enquanto no Recife, tudo indica que não haverá problemas, já que trata-se apeans da construção de uma torre de controle.

Os cálculos do Ipea se baseiam no prazo médio para a conclusão de obras públicas de infraestrutura no Brasil, que, segundo o instituto, é de 92 meses, mais de 7 anos. “Toda obra de infraestrutura de grande porte no Brasil deve cumprir uma série de etapas até sua finalização. Inicialmente, há a elaboração do projeto, seguida da liberação da licença ambiental por parte do Ibama, da aprovação do TCU quanto à adequação de custos, da licitação e, finalmente, das obras”, destaca o estudo.

Os aeroportos no País foram criticados pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter no mês de março. Ele se queixou da lentidão das obras para o torneio, dizendo que “a Copa do Mundo é amanhã, e os brasileiros pensam que é depois de amanhã”. A reação veio do ministro do Esporte, Orlando Silva: “Para o governo, a Copa é hoje. Temos urgência. Ninguém está mais preocupado com a realização do mundial da Fifa do que o Brasil.” Aí foi a vez de Blatter desdizer o que tinha dito: "Recebi relatórios muito positivos sobre o andamento dos preparativos para o Mundial, especialmente na construção de estádios", afirmou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247