Corinthians conquista primeira vitória na Libertadores

Danilo, capito do time de Tite, e Jorge Henrique, escalado no lugar de William, fizeram os gols; torcida respirou aliviada

Corinthians conquista primeira vitória na Libertadores
Corinthians conquista primeira vitória na Libertadores (Foto: RICARDO TRIDA/AGÊNCIA ESTADO)

O trauma por nunca ter vencido uma Libertadores ficou de lado momentaneamente e o Corinthians, se não foi brilhante, conseguiu jogar um bom futebol e vencer sem grandes problemas o Nacional, do Paraguai, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Pacaembu. Com gols de Danilo e Jorge Henrique, a equipe venceu sua primeira partida na competição, após ter empatado na estreia com o Deportivo Táchira. 

Assim, o time brasileiro chegou aos quatro pontos, dois atrás do líder Cruz Azul, na segunda colocação do Grupo 6. Já o Nacional sofreu sua segunda derrota no torneio, ainda não somou pontos e vai se confirmando como uma das equipes mais fracas da chave.

O JOGO - O Corinthians começou em cima do Nacional, tocando bastante a bola e pressionando. Logo aos 3 minutos deu seu primeiro chute a gol. Após boa jogada com Alex, Jorge Henrique rolou a bola para Paulinho, que bateu para a defesa tranquila de Don. Oito minutos depois, foi a vez de Alex tentar de fora da área.

O maior volume de jogo fez com que a equipe brasileira criasse a primeira grande chance do jogo aos 12 minutos. Danilo tabelou com Liedson, recebeu grande toque, passou pelo zagueiro e tentou driblar o goleiro, mas Don tirou com a perna esquerda e impediu o primeiro gol.

Mas o ímpeto inicial diminuiu e, com isso, as chances desapareceram. Os anfitriões até ficavam mais com a posse de bola, mas tinham dificuldades na criação, como vem acontecendo nos jogos deste ano. O Corinthians só voltou a levar perigo aos 24 minutos. Depois de cruzamento de Alex, Don dividiu com Danilo e Liedson, e a bola sobrou com Paulinho. Ele limpou o goleiro e bateu meio sem ângulo, com muitos jogadores na frente, mas a zaga tirou em cima da linha.

Foi o suficiente para levantar a torcida e animar a equipe, que voltou a pressionar a saída de bola do adversário e criar boas chances. Aos 33, Paulinho bateu de longe, o goleiro deu rebote e Alex cruzou. Antes que a bola chegasse em Liedson, a zaga afastou.

Quatro minutos depois, Liedson recebeu de frente para o gol e finalizou, para boa defesa de Don. No rebote, Danilo acertou chute por cobertura no ângulo direito, mas o goleiro fez grande defesa.

A pressão fez com que o gol saísse no lance seguinte. Aos 38 minutos, Liedson recebeu pela esquerda, cortou e bateu. O goleiro Don espalmou e se atrapalhou com o zagueiro. Paulinho aproveitou para tocar na bola e ela sobrou para Danilo, que cortou para o pé esquerdo e marcou o primeiro.

Com o placar adverso o Nacional voltou melhor no segundo tempo e o Corinthians já não conseguia dominar a posse de bola. A primeira chance do time da casa saiu apenas aos 13 minutos, depois que Alex aproveitou sobra da zaga e bateu de direita, da meia-lua, com perigo.

O time paraguaio tentou empatar em dois chutes de longa distância, mas quem marcou novamente foi o Corinthians. Aos 21 minutos, Edenilson fez ótima jogada pela direita, passou pelo seu marcador e cruzou para Jorge Henrique, que tocou de peito e aumentou a vantagem.

Com o 2 a 0 no placar, todo o nervosismo do time da casa sumiu e as jogadas começaram a surgir naturalmente, enquanto o Nacional não demonstrava nenhum tipo de reação. Aos 26, ótima troca de passes entre Jorge Henrique e Danilo, que lançou Fábio Santos na esquerda. O lateral cruzou e a bola encontrou Liedson, que bateu para boa defesa de Don.

Depois, foi só tocar a bola e esperar o tempo passar. Emerson, que entrou no fim do segundo tempo, incendiou o jogo e ainda levou perigo, mas o placar ficou mesmo no 2 a 0.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 2 X 0 NACIONAL-PAR

CORINTHIANS - Julio Cesar; Edenilson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex (Douglas); Jorge Henrique (Emerson) e Liedson (Elton). Técnico - Tite.

NACIONAL-PAR - Ignacio Don; Mazacotte, Caniza, Miranda e Mendoza; Riveros, Villareal, Cáceres (Cano) e Derlis Orué; Angel Orué (Rodrigo Teixeira) e Javier González (Ariel Bogado). Técnico - Javier Torrente.

GOLS - Danilo, aos 28 minutos do primeiro tempo. Jorge Henrique, aos 21 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Enrique Osses (CHI).

CARTÕES AMARELOS - Leandro Castán, Javier González, Fábio Santos.

RENDA E PÚBLICO - não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247