Cpers critica Sartori: ‘desrespeito com os nossos aposentados’

O CPERS Sindicato divulgou nota oficial repudiando a medida anunciada pelo secretário estadual da Educação, Ronald Krummenauer, dando conta da intenção do governo José Ivo Sartori (PMDB) de chamar professores aposentados para “recuperar voluntariamente” as aulas nas escolas onde há professores em greve; “Não concordamos e não vamos admitir tamanho desrespeito com nossos aposentados que estão sempre na luta junto com os demais professores e funcionários de escola em greve por respeito, melhores condições de ensino e melhorias salariais”

O CPERS Sindicato divulgou nota oficial repudiando a medida anunciada pelo secretário estadual da Educação, Ronald Krummenauer, dando conta da intenção do governo José Ivo Sartori (PMDB) de chamar professores aposentados para “recuperar voluntariamente” as aulas nas escolas onde há professores em greve; “Não concordamos e não vamos admitir tamanho desrespeito com nossos aposentados que estão sempre na luta junto com os demais professores e funcionários de escola em greve por respeito, melhores condições de ensino e melhorias salariais”
O CPERS Sindicato divulgou nota oficial repudiando a medida anunciada pelo secretário estadual da Educação, Ronald Krummenauer, dando conta da intenção do governo José Ivo Sartori (PMDB) de chamar professores aposentados para “recuperar voluntariamente” as aulas nas escolas onde há professores em greve; “Não concordamos e não vamos admitir tamanho desrespeito com nossos aposentados que estão sempre na luta junto com os demais professores e funcionários de escola em greve por respeito, melhores condições de ensino e melhorias salariais” (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sul 21 - O CPERS Sindicato divulgou nota oficial nesta segunda-feira (20) repudiando a medida anunciada pelo secretário estadual da Educação, Ronald Krummenauer, dando conta da intenção do governo José Ivo Sartori (PMDB) de chamar professores aposentados para “recuperar voluntariamente” as aulas nas escolas onde há professores em greve. “Não concordamos e não vamos admitir tamanho desrespeito com nossos aposentados que estão sempre na luta junto com os demais professores e funcionários de escola em greve por respeito, melhores condições de ensino e melhorias salariais”. Confira a íntegra da nota:

O CPERS repudia, de forma veemente, a decisão do governo Sartori que anunciou, através do secretário da educacão, Ronald Krummenauer, que irá chamar, a partir desta terça-feira (21), professores aposentados para recuperar voluntariamente as aulas nas escolas onde há educadores em greve.

Os aposentados representam a história mais bonita, combativa e forte deste Sindicato. Assim como os demais educadores, têm seus salários e 13º parcelados e enfrentam todos os ataques contra os direitos históricos da categoria. Por isso, não concordamos e não vamos admitir tamanho desrespeito com nossos aposentados, que estão sempre na luta junto com os demais professores e funcionários de escola em greve por respeito, melhores condições de ensino e melhorias salariais.

Não serão os aposentados que irão interferir no trabalho dos professores na ativa. É pela história de cada um e de cada uma que não vamos permitir essa afronta contra nossos aposentados.

“Somos aposentados, inativos jamais! Por isso, lutaremos sempre por nossos direitos. Que a nossa luta sirva de modelo aos atuais jovens professores que resistem bravamente aos ataques deste governo que não respeita os educadores”, afirma a diretora do Departamento dos Aposentados do CPERS, Glaci Weber.

Nesta terça-feira (21), o CPERS realiza o Ato Público Estadual “Dia de Denúncia Contra os Ataques do Governo Sartori”, com panfleteação em diversos pontos de Porto Alegre. A concentração para o ato iniciará às 6h, em frente à sede do sindicato.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247