CPI: Silvão diz que PT quer fazer um “espetáculo”

Deputado, que é membro da comissão, defende o veto à convocação de Policarpo Júnior, da revista Veja, para depor na CPI; Segundo o petista, os petistas querem desviar o foco das investigações para uma “relação de fonte e jornalista”

CPI: Silvão diz que PT quer fazer um “espetáculo”
CPI: Silvão diz que PT quer fazer um “espetáculo” (Foto: Beto Oliveira/SEFOT-SECOM)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena _PE247 – Em meio ao veto à convocação do jornalista da revista Veja Policarpo Júnior, para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Cachoeira, o deputado federal Sílvio Costa (PTB) afirmou que o PT pretender “espetacularizar” a comissão. Para o parlamentar, que é membro do colegiado, o bicheiro Carlos Cachoeira era apenas uma fonte do jornalista.

“Os petistas querem transformar a relação entre o bicheiro (Cachoeira) e o jornalista (Policarpo) numa prestação de serviços, querem transformar isso num ‘espetáculo’. Policarpo tinha Cachoeira como uma fonte. Isso é normal”, disse Sílvio Costa.

As atuais informações da CPI dão conta de que o PMDB teria feito as articulações para que Policarpo Júnior não fosse convocado. De acordo com Silvio Costa, a CPI deve focar nas investigações sobre a atuação de Carlinhos Cachoeira em articulação com empresas, como a Delta Construções, cujo ex-presidente é Fernando Cavendish, que vai depor no próximo dia 28.

“É sabido que Cachoeira tinha várias empresas fantasmas. É nisso que a CPI deve se ater e sair do ‘espetáculo”, declarou o petebista.

Conforme prerrogativa constitucional, o acusado pode exercer o direito de não falar na CPI, o que vem se repetindo desde o início das investigações. Segundo o petebista, é preciso aprovar uma Proposta de Emenda Parlamentar (PEC) para obrigar o acusado a depor.

“Mais de 30 acusados ficaram calados, o que prejudica o trabalho da CPI. Sou contra essa prerrogativa. Na minha opinião, ‘quem a cala, consente’. Neste caso, o silêncio é uma autoacusação”, completou o deputado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email