Criada a CPI do CD

Expresso do deputado Chico Alencar (PSOL-RJ): Ser a CPI do Cachoeira-Demstenes, do Cavendish-Delta, afirmou; 15 senadores e 15 deputados iro compor a Comisso;j se sabe que a presidncia ser do PMDB e a relatoria do PT

Criada a CPI do CD
Criada a CPI do CD (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Com assinaturas de 337 deputados e de 72 senadores, foi criada hoje a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito para apurar as ramificações do contraventor Carlinhos Cachoeira na máquina do Estado. “Será uma CPI síntese, que vai investigar uma série de parcerias público-privadas em torno de ilegalidades com influência nos poderes executivo, legislativo, judiciário e até mesmo na mídia”, afirmou o deputado Chico Alencar, líder do PSOL, no primeiro pronunciamento político em seguida à instalação da Comissão pela deputada Rose de Freitas (PMDB-ES). Ela presidiu a sessão conjunta do Senado e da Câmara que determinou o início dos trabalhos para a CPMI para a próxima terça-feira 24, quando os partidos indicarão seus integrantes.

A investigação será composta por 15 senadores e 15 deputados. Pelos critérios de maioria nas duas casas, já se sabe que a presidência será do PMDB e a relatoria do PT. Acaba de surgir, assim, um foro político que promete passar a limpo a extensão da influência chefiada pelo contraventor carlinhos Cachoeira que já tem no senador Demóstenes Torres um dos seus integrantes mais atuantes e no empreiteiro Fernando Cavendish, da Delta Engenharia, o braço privado mais evidente.

"Será a CPI do Cachoeira-Demóstenes, do Cavendish-Delta”, disse o deputado Chico Alencar. Desde já, a CPMI incomoda tanto a oposição como governo. “Eu sou neutro em relação à CPMI”, afirmou o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB). “Nem apoiei nem atrapalhei. Agora, vou acompanhar”. A previsão agora é de que a comissão seja instalada na próxima quarta-feira 25, com a escolha definitiva dos membros dos partidos e a eloboração de um plano de trabalho.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email