Cristiane se torna maior goleadora em Olimpíadas

Camisa 11 da seleção, que já havia marcado cinco em Atenas (2004) e outros cinco em Pequim (2008), fez o quarto gol contra o Camarões na última quarta-feira; atrás dela, a craque Marta

Cristiane se torna maior goleadora em Olimpíadas
Cristiane se torna maior goleadora em Olimpíadas (Foto: REUTERS/Francois Lenoir)

247 – Um recorde foi ampliado após a partida de estréia da seleção de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Londres. As jogadoras iniciaram a competição com goleada de 5 a 0 contra o Camarões, no estádio Millenium, em Cardiff, na tarde da última quarta-feira. Com a vitória, a equipe do técnico Jorge Barcellos lidera agora o Grupo E, com três pontos, ao lado da Grã-Bretanha, que venceu a Nova Zelândia por 1 a 0.

O resultado foi muito comemorado pela atacante Cristiane, de 27 anos, autora do quarto gol. A atleta se tornou a maior goleadora da história da Olimpíada, com a marca de 11 gols. Além de Londres, Cristiane já soma cinco gols de Atenas, em 2004, e mais cinco de Pequim, em 2008. "Foi um grande orgulho para mim o fato de alcançar este feito", disse a recordista.

Cristiane desabafou após a partida, "a primeira coisa que passou pela minha cabeça foram as quatro semanas difíceis pelas quais tive que passar para me recuperar de uma lesão. Por pouco não perdi o torneio".

Atrás no recorde de Cristiane, outra brasileira: a craque Marta, com saldo de 8 gols. A capitã do time, já eleita por cinco vezes consecutivas, entre 2006 e 2010, a melhor jogadora de futebol feminino do mundo pela Fifa, fez dois gols pelo Brasil nesta quarta. "Era o primeiro jogo e era importante a gente começar bem", disse, otimista.

Consciente do feito e preparada para levar a seleção para o ouro olímpico, Marta disse ser "importante saber que era só uma batalha. Nosso objetivo é a medalha de ouro. Então, tem que manter os pés no chão, porque sabemos que podemos fazer melhor".

As craques do time brasileiro preferiram não falar sobre o favoritismo à medalha de ouro do futebol feminino. Elas têm em mente que a vitória do primeiro jogo não pode influenciar na concentração e no rendimento das jogadoras, segundo declarações de Marta. Depois da bela vitória, as atletas pararam para ver da arquibancada a estréia masculina e vibraram com os primeiros gols.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247