Custo de vida em SP aumentou 11,56% em 2015

Elevação do custo no ano passado, em comparação com 2014, se deve principalmente a gastos com habitação; de acordo com a FecomercioSP, o aumento de 20,93% neste grupo contribuiu com cerca de 30% da alta observada no ano

Prédios próximos a avenida Paulista em São Paulo. Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Prédios próximos a avenida Paulista em São Paulo. Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Paula Zogbi – O custo de vida na região metropolitana de São Paulo aumentou 11,56% em 2015 na comparação com 2014, principalmente por conta de gastos com Habitação. De acordo com a FecomercioSP, o aumento de 20,93% neste grupo contribuiu com cerca de 30% da alta observada no ano.

A pesquisa Custo de Vida por Classe Social (CVCS), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, mostrou que os grupos que registraram altas mais expressivas nos preços em 2015 foram aqueles que possuem maior representatividade no orçamento médio familiar: Habitação; Alimentação e bebidas (alta de 11,64%, responsável por 22% da variação) e Transporte (alta de 11,81%, respondendo por 18% do total). A pesquisa avalia preços de 247 itens de consumo.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, as classes mais afetadas pelo aumento dos preços foram as D e E, "com acréscimos de 13,48% e 13,58%, respectivamente. Já as classes A e B encerraram o ano com alta de 9,74% e 10,59%, respectivamente". Isso ocorre pelo fato de que os itens de primeira necessidade têm maior peso nos segmentos com menores rendimentos da população.

As faixas de renda variam de acordo com os ganhos familiares: até R$ 976,58 (E); de R$ 976,59 a R$ 1.464,87 (D); de R$ 1.464,88 a R$ 7.324,33 (C); de R$ 7.324,34 a R$ 12.207,23 (B); e acima de R$ 12.207,24 (A).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247