CUT-TO: 'a elite está com seus poderes ameaçados'

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-TO) José Roque Rodrigues, afirmou que a expectativa de público na manifestação desta sexta-­feira (18) em defesa do governo da presidente Dilma e do ex-­presidente Lula é de aproximadamente 2.500 pessoas, em Palmas; o manifesto acontece em todo o País convocado por movimentos sociais, CUT, partidos de esquerda e pela Frente Brasil Popular ­que reúne mais de 60 entidades; segundo Rodrigues, a crise é por disputa de poder; "A elite brasileira está com os seus poderes ameaçados e estão disputando esse poder a qualquer custo. Jogam pro ar a questão da democracia, os espaços que a gente tem", complementou

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-TO) José Roque Rodrigues, afirmou que a expectativa de público na manifestação desta sexta-­feira (18) em defesa do governo da presidente Dilma e do ex-­presidente Lula é de aproximadamente 2.500 pessoas, em Palmas; o manifesto acontece em todo o País convocado por movimentos sociais, CUT, partidos de esquerda e pela Frente Brasil Popular ­que reúne mais de 60 entidades; segundo Rodrigues, a crise é por disputa de poder; "A elite brasileira está com os seus poderes ameaçados e estão disputando esse poder a qualquer custo. Jogam pro ar a questão da democracia, os espaços que a gente tem", complementou
O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-TO) José Roque Rodrigues, afirmou que a expectativa de público na manifestação desta sexta-­feira (18) em defesa do governo da presidente Dilma e do ex-­presidente Lula é de aproximadamente 2.500 pessoas, em Palmas; o manifesto acontece em todo o País convocado por movimentos sociais, CUT, partidos de esquerda e pela Frente Brasil Popular ­que reúne mais de 60 entidades; segundo Rodrigues, a crise é por disputa de poder; "A elite brasileira está com os seus poderes ameaçados e estão disputando esse poder a qualquer custo. Jogam pro ar a questão da democracia, os espaços que a gente tem", complementou (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-TO) José Roque Rodrigues, afirmou que a expectativa de público na manifestação desta sexta-­feira (18) em defesa do governo da presidente Dilma Rousseff e do ex-­presidente Luiz Inácio Lula da Silva é de aproximadamente 2.500 pessoas, em Palmas. O manifesto acontece em todo o País convocado por movimentos sociais, CUT, partidos de esquerda e pela Frente Brasil Popular ­que reúne mais de 60 entidades.

Segundo Rodrigues, a crise é por disputa de poder. "A elite brasileira está com os seus poderes ameaçados e estão disputando esse poder a qualquer custo. Jogam pro ar a questão da democracia, os espaços que a gente tem", complementou.

Ele disse que a crise na economia é reflexo da política. "A crise econômica está influenciada pela crise política, primeiro é a crise política. Grupos da elite brasileira não concordam que eles não conseguem ganhar eleição", acrescentou.

Na Capital, a concentração começa a partir das 16 horas ao lado do Colégio São Francisco e, por volta das 17 horas, começa uma caminhada pela Avenida JK.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247