Debate TBC: atacado, Zé Eliton responde críticas e mostra propostas

O governador José Eliton (PSDB) se mostrou preparado para a sequência de ataques que recebeu ao londo do debate da Nova TBC; Zé Eliton mais uma vez teve que enfrentar o colegiado de quatro candidatos, que se uniram para atacar o governo do Estado; Ronaldo Caiado, Daniel Vilela, Kátia Maria e Wesley Garcia foram ao debate para provocar o governador, mas demonstraram total deficiência na apresentação de propostas; no confronto com Caiado, Zé Eliton contestou as afirmações do rival sobre a situação fiscal do Estado e disse que Caiado desconhecia a realidade financeira da administração

Debate TBC: atacado, Zé Eliton responde críticas e mostra propostas
Debate TBC: atacado, Zé Eliton responde críticas e mostra propostas

Goiás 247 - O governador José Eliton (PSDB) se mostrou preparado para a sequência de ataques que recebeu ao londo do debate da Nova TBC. Lembrando que o programa durou apenas dois blocos, a metade, porque o apresentador Enzo de Lisita teve um mal súbito. Zé Eliton mais uma vez teve que enfrentar o colegiado de quatro candidatos, que se uniram para atacar o governo do Estado.

Ronaldo Caiado, Daniel Vilela, Kátia Maria e Wesley Garcia foram ao debate para provocar o governador, mas demonstraram total deficiência na apresentação de propostas. No confronto com Caiado, Zé Eliton contestou as afirmações do rival sobre a situação fiscal do Estado e disse que Caiado desconhecia a realidade financeira da administração.

Kátia Maria tentou criar uma crise abordando problemas na saúde estadual. De bate-pronto, Eliton explicou que o governo já está agindo, com programas como o “Terceiro Turno da Saúde” e o que está zerando a fila de cirurgias eletivas. Ao ficar novamente cara a cara com um confuso e cambaleante Caiado, Eliton voltou a dobrar o rival.

O governador disse textualmente para Caiado: “Onde estão suas propostas?”. O senador ficou sem graça e até se esquivou no estúdio. Na sequência, veio outro torpedo de Eliton: “O Caiado só sabe fazer política atacando”. E o governador arrematou: “Não podemos voltar a um passado oligárquico”, aqui uma clara referência ao passado famigerado da família Caiado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247