Del Nero desafia punição e garante que retornará à CBF

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, banido por 90 dias pela Fida, disse ter "100% de certeza" de que retornará ao cargo na entidade; ele tem feito contatos com dirigentes de federações estaduais e os próprios mandatários revelaram as conversas; mas, segundo o código disciplinar da Fifa, no artigo 22, o banimento do dirigente é referente "a qualquer atividade relacionada ao futebol (administrativa, esportiva ou qualquer outra)"; Del Nero foi indiciado nos EUA por suspeita de fraude em contratos relacionados a competições sul-americanas e aguarda sentença em um presídio em Nova York

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, participa de audiência na Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, participa de audiência na Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, banido por 90 dias pela Fida, disse ter "100% de certeza" de que retornará ao cargo na entidade. Os próprios dirigentes revelaram as conversas à Folha. Mas, segundo o código disciplinar da Fifa, no artigo 22, o banimento do dirigente é referente "a qualquer atividade relacionada ao futebol (administrativa, esportiva ou qualquer outra)".

Del Nero foi indiciado nos EUA por suspeita de fraude em contratos relacionados a competições sul-americanas. Ele aguarda sentença em um presídio em Nova York. Delatores de corrupção na Fifa afirmaram que Del Nero recebeu propinas quando era vice-presidente da CBF, entre 2012 e 2015. O empresário J. Hawilla apresentou gravações em que negociava com Kleber Leite, dono da agência Klefer, o pagamento de propinas para Del Nero e para os ex-presidentes da CBF José Maria Marin e Ricardo Teixeira.

Em nota enviada à Folha, a Fifa reforça que, "conforme indicado no comunicado à imprensa no dia 15 de dezembro, o senhor Del Nero foi provisoriamente banido de todas as atividades no futebol, tanto em nível nacional quanto internacional, por um período de 90 dias. Conforme está citado no Código Disciplinar da Fifa (artigo 22), as atividades de futebol incluem atividades administrativas, esportivas ou qualquer outra".

"De um modo geral, qualquer violação do banimento de participar de qualquer atividade relacionada ao futebol deverá ser tratada pelo Comitê Disciplinar da Fifa (ver artigo 64 do Código Disciplinar da Fifa)", completa a federação.

Del Nero tem feito contatos com dirigentes de federações estaduais para assegurar que não existir qualquer prova contra ele

O artigo citado pela Fifa, o 64, diz que, se houver descumprimento, pode haver cobrança de multa ao clube, a federação ou a um determinado dirigente. Os presidentes das federações de Roraima, Sergipe, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte e Bahia confirmaram contatos com Del Nero.

Segundo Milton Dantas, da Federação Sergipana da Futebol, Del Nero "passa muita tranquilidade". "Diz que não existe nenhuma prova contra ele e que vai voltar à presidência. Eu não tenho motivo para não acreditar nele. Quando conversamos, ele estava muito certo disso", afirma.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247