Delegado liberou da cadeia homem que espancou procuradora por considerar que não ocorreu flagrante no ato

Demétrius Oliveira Macedo, também procurador, foi ouvido pela Polícia Civil e foi liberado na sequência

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - O homem que agrediu a procuradora-geral de Registro, no interior de São Paulo, disse à polícia que sofria assédio moral no local de trabalho. Demétrius Oliveira Macedo, também procurador, foi ouvido pela Polícia Civil e foi liberado na sequência, uma vez que o delegado responsável pelo caso considerou que "não havia uma situação de flagrante". A ação foi filmada por outra funcionária e mostra o procurador desferindo socos e chutando a colega. A reportagem é do portal G1.

Fernando Carvalho Gregório, delegado do 1º Distrito Policial do município, em entrevista à TV Tribuna, afiliada à Rede Globo, falou, nesta quarta-feira (22), sobre o depoimento do agressor e a relação dos colegas no trabalho. "Ele admitiu que agrediu a vítima e alegou que assim o fez por sofrer assédio moral".

O delegado também explicou sobre a decisão de liberar Demétrius após o depoimento. "Eu entendi que não havia uma situação de flagrante, e sim um fato criminoso. É claro que deveria ser devidamente apurado. Por isso, fizemos o registro da ocorrência e tomamos todas as diligências cabíveis na ocasião".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"O fato também é analisado pelo Ministério Público (MP) e Poder Judiciário (PJ). Ao final de todos os trabalhos, teremos uma conclusão das investigações num processo, e uma eventual condenação", ressaltou o delegado, que acrescentou não ser possível antecipar um resultado sem que tenham sido realizadas as devidas investigações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A administração municipal, por meio de nota, manifestou "mais absoluto e profundo repúdio aos brutais atos de violência realizados pelo Procurador Municipal contra a servidora municipal mulher que exerce a função de Procuradora Geral do Município. Que a vítima e sua família recebam toda nossa solidariedade, apoio e cada palavra de conforto e acolhimento".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A prefeitura acrescentou que está tomando as providências necessárias e já determinou de imediato que o agressor seja suspenso.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email