CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Delegado que soltou fiscal: 'Tá assustado? Compra uma 0.4'

Ao reclamar contra a soltura de Luís Alexandre Cardoso de Magalhães –preso em flagrante com um pacote de R$ 70 mil– pelo ‘risco à sociedade’, promotor Roberto Bodini ouviu do delegado de plantão: “Se está se sentindo ameaçado, compra uma 0.4” – referência à pistola usada pela PM

Imagem Thumbnail
Ao reclamar contra a soltura de Luís Alexandre Cardoso de Magalhães –preso em flagrante com um pacote de R$ 70 mil– pelo ‘risco à sociedade’, promotor Roberto Bodini ouviu do delegado de plantão: “Se está se sentindo ameaçado, compra uma 0.4” – referência à pistola usada pela PM (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Indignado com a soltura do fiscal Luís Alexandre Cardoso de Magalhães – dois dias depois de ser preso em flagrante com um pacote de R$ 70 mil – o promotor Roberto Bodini, que lidera as investigações da Máfia do ISS, alegou que sua liberdade seria um risco para a sociedade.

Segundo a colunista Sônia Racy, ele ouviu, então, do delegado de plantão: “Se está se sentindo ameaçado, compra uma 0.4” – referência à pistola usada pela PM.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Delator e ex-membro da Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS), Magalhães estava cobrando propina de fiscais da Secretaria Municipal de Finanças para não incluí-los em uma nova rodada de delações premiadas em andamento no MPE, segundo os agentes que efetuaram sua prisão.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO