DEM aguarda alianças para medir rejeição a Doria

A cúpula do DEM vai adiar a definição sobre as alianças em São Paulo com vistas à eleição para governador; a sigla é desejada pelo pré-candidato tucano João Doria e pelo atual governador pelo PSB, Márcio França; o DEM quer ver o grau de rejeição que a candidatura Doria apresenta, ainda que não tenha muita confiança no potencial eleitoral de França

Márcio França
Márcio França (Foto: Gustavo Conde)

247 – A cúpula do DEM vai adiar a definição sobre as alianças em São Paulo com vistas à eleição para governador. A sigla é desejada pelo pré-candidato tucano João Doria e pelo atual governador pelo PSB, Márcio França. O DEM quer ver o grau de rejeição que a candidatura Doria apresenta, ainda que não tenha muita confiança no potencial eleitoral de França.

O legenda entende que a insatisfação pelo abandono da prefeitura de São Paulo ainda terá impacto na opinião dos eleitores do interior.

O partido da base do governo federal é importante para as pretensões eleitorais da direita no estado. Ele já costurou aliança com o PP e ambos devem decidir juntos o que fazer. Márcio França já conquistou o apoio de 13 siglas e pode se tornar onipresente na propaganda eleitoral de conseguir mais uma com o peso do DEM.

Por outro lado, Doria aposta alto para ter o DEM. Falou com o ministro Gilberto Kassab, do PSD, e o convenceu a indicar que pode abrir mão da escolha do vice da chapa tucana se for preciso ceder espaço.

França quer agilidade na decisão do DEM e do PP. Argumenta que a aliança com  das duas siglas seria um fato político com o potencial de impulsioná-lo eleitoralmente.

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247